quarta-feira, 08/10/2014
CEL

Educação assina protocolo de intenções com Consulado Geral da França

Objetivo é estreitar as relações entre São Paulo e o país

O secretário da Educação, Herman Voorwald, assinou na manhã desta quarta-feira (8) um protocolo de intenções entre a Educação paulista e o Consulado Geral da França, representado por Damien Loras, Cônsul Geral da França em São Paulo.

O objetivo é estreitar a relação entre São Paulo e o país no que diz respeito à mobilidade internacional de professores e alunos dos Centros de Estudo de Línguas (CELs) da rede estadual. No acordo, está previsto também a possibilidade da implantação de uma escola bilíngue em São Paulo. Hoje, o idioma é oferecido gratuitamente nas unidades do Centro de Estudos de Línguas (CEL) para alunos a partir do 7º ano do Ensino Fundamental da rede estadual.

“Ter no Brasil um programa de intercâmbio com a França, que é o terceiro país que mais recebe estudantes brasileiros no mundo, é muito importante porque podemos ajudar na preparação dos alunos, levando a eles o ensinamento da língua francesa”, revela Jean-Luc Puyau, agente de Cooperação para o Francês do consulado.

Nos últimos quatro anos, a Secretaria da Educação firmou parcerias e convênios para cursos e especialização com outros sete países, entre eles China, Japão, Holanda, Estados Unidos e Alemanha.

“O domínio de um segundo, ou terceiro idioma, é fundamental para a formação completa dos estudantes. O ensino da língua francesa, além de abrir uma grande porta para a descoberta de obras de pensadores e autores, também é válida para a inserção no mercado de trabalho. A cooperação com o Consulado vai beneficiar alunos e professores”, afirma o secretário da Educação.

Além do Cônsul Geral da França e do Secretario da Educação, participou do evento Jean-Pierre Garino, outro agente de Cooperação do consulado francês.