sexta-feira, 11/10/2013
Releases

Educação começa nesta segunda-feira a seleção de 240 educadores da região de Ribeirão Preto para regime integral

  Ao todo, cerca de 11 mil profissionais da rede estadual do Estado se inscreveram para atuarem nas novas escolas de tempo integral   A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo começa nesta segunda-feira, dia 14 de outubro, as entrevistas com os cerca de 11 mil educadores da rede estadual que se inscreveram […]

 

Ao todo, cerca de 11 mil profissionais da rede estadual do Estado se inscreveram para atuarem nas novas escolas de tempo integral

 

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo começa nesta segunda-feira, dia 14 de outubro, as entrevistas com os cerca de 11 mil educadores da rede estadual que se inscreveram no chamamento para atuar no regime integral de ensino. Na região de Ribeirão Preto, são 240 inscritos.

 

São 2 mil vagas para as 178 escolas que vão oferecer o novo modelo em que o aluno fica mais de oito horas na unidade escolar no Estado. Em Ribeirão Preto, serão duas unidades de ensino. Os professores e gestores convocados devem ter dedicação exclusiva e recebem gratificação de 75% sobre o salário-base.

 

Em média são 5,5 candidatos por vaga e as entrevistas com os interessados para o posto de diretor de escola, vice-diretor e professor coordenador geral serão realizadas nas respectivas diretorias de ensino em que vão atuar. Os resultados para estes cargos serão publicados até dia 4 de novembro. Já as entrevistas com os candidatos às vagas de professor serão realizadas a partir de novembro.

 

Serviço: Veja a nova página da Educação sobre os programas estaduais em que os alunos ficam mais tempo na escola

 

Na área de gestão serão considerados o comprometimento do profissional, o histórico de assiduidade, além do perfil para atuação no modelo pedagógico e de gestão específicos da Escola de Tempo Integral. Já na avaliação dos professores, por exemplo, além das atribuições previstas para a função, será avaliada a capacidade de estimular o desenvolvimento das potencialidades e perspectivas do aluno.

 

Puderam participar da seleção servidores efetivos e estáveis da rede estadual de ensino, com licenciatura plena e atuação de pelo menos 3 anos na rede. Os inscritos que não forem chamados nesta primeira fase poderão ser acionados ao longo do próximo ano.

 

“Atuar nas unidades de ensino integral é uma oportunidade do educador acompanhar os alunos por mais tempo e desenvolver ações além do currículo básico, contribuindo para a formação integral dos nossos alunos”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

 

Atualmente, 69 unidades da rede estadual contam com o novo modelo de escola em tempo integral, atendendo 20 mil alunos. Com a ampliação, em 2014 serão 53 mil estudantes de Ensino Fundamental II e Médio atendidos nas 178 escolas. O novo modelo das escolas estará em 87 municípios paulistas.

 

Nas escolas com o novo modelo de tempo integral, a jornada é de oito horas e meia no Ensino Fundamental e nove horas e meia no Ensino Médio, incluindo três refeições diárias. Levantamento feito pela Secretaria mostra que o rendimento dos alunos apresentou crescimento de 81% em leitura e 71% em matemática. A estrutura tem laboratórios e salas de informática e leitura. Além das disciplinas obrigatórias, os estudantes contam também com disciplinas eletivas, definidas em cada escola.

 

Confira a galeria de fotos para download no link