sexta-feira, 18/10/2013
Imprensa

Educação cria calendário especial para o ano da Copa do Mundo

As férias de julho para os 4,3 milhões de alunos das escolas estaduais foram antecipadas para junho

A Secretaria da Educação do Estado organizou um calendário especial para 2014, ano em que o Brasil sedia a Copa do Mundo. As férias escolares para os 4,3 milhões de alunos da rede foram antecipadas e marcadas entre os dias 12 de junho e 11 de julho, período em que os jogos de futebol acontecem.

Outra definição do cronograma para as mais de 5 mil escolas estaduais de São Paulo é que o início das aulas será antecipado de 1º de fevereiro para 27 de janeiro. O término das aulas está previsto para a segunda quinzena de dezembro. A reorganização do calendário mantém a garantia dos 200 dias letivos previstos em lei e nenhum prejuízo curricular aos estudantes. Também foi definido que os alunos, professores e servidores terão uma semana de recesso entre os dias 13 e 20 de outubro.  

O planejamento foi feito pela Coordenação de Gestão da Educação Básica (CGEB) da Secretaria para que a presença dos alunos em sala de aula não tivesse nenhuma interferência por causa do evento e também para colaborar na organização dos setores públicos e privados na oferta de serviços e diminuição do trânsito, por exemplo.

Com o calendário especial para os estudantes da rede estadual, não há nenhum prejuízo pedagógico. Todas as 91 Diretorias Regionais de Ensino de São Paulo foram comunicadas para que avisem os pais e as comunidades escolares com antecedência. Também será reforçada a importância da participação dos alunos em todo o período letivo. 

“Nossas escolas foram orientadas a fazer do evento uma oportunidade de aprendizado e já estão em andamento projetos que levam o assunto para as unidades de ensino. É importante que os pais tenham a oportunidade de se organizar com antecedência para esse novo calendário”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald. 

“Bola mascote”

A Copa do Mundo de 2014, por exemplo, tema de ações desenvolvidas pela Secretaria nas 2,3 mil escolas do Programa Escola da Família. No projeto chamado “Família em Campo” equipes de até três pessoas poderão se inscrever no concurso cultural que tem como objetivo customizar bolas de futebol que tenham a cara de cada uma das escolas. A proposta é criar uma mascote das unidades de ensino paulista e criar um acervo escolar com as bolas personalizadas.

Em novembro, serão escolhidas três mascotes representantes do projeto, a bola de ouro, prata e bronze. As equipes serão premiadas com visitas ao Museu do Futebol e ingressos para jogos de futebol de times paulistas do coração. Para a escola da equipe vencedora na categoria “ouro”, a Secretaria promoverá a exibição de um dos jogos do Brasil na Copa no ano que vem para que toda a comunidade escolar torça para a seleção.