terça-feira, 03/02/2015
Pais e Alunos

Educação estadual terá 1 hora a mais de reforço de português e matemática

Alunos com eventuais dificuldades serão indicados para o novo programa após avaliações bimestrais

A Educação implanta neste ano um pacote de medidas pedagógicas para fortalecer o ensino dos 4 milhões de alunos da rede estadual. A partir deste ano, as 5 mil escolas estaduais vão dar andamento a um novo programa de reforço escolar que levará para sala uma hora a mais de estudo por dia de Língua Portuguesa e Matemática.

As aulas vão ocorrer três vezes por semana para cada disciplina e serão voltadas aos estudantes que eventualmente apresentarem dificuldades no aprendizado.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

As turmas do reforço serão definidas com base no desempenho escolar que apresentarem nas provas bimestrais. Também para apoiar os professores, a Secretaria vai aplicar já em fevereiro uma avaliação diagnóstica para identificar as habilidades e conhecimento de todos os estudantes da rede.

As escolas serão responsáveis por organizar o cronograma de acordo com a demanda. As aulas devem começar em abril e a orientação da Secretaria é para que ocorram das 12h às 13h, para os alunos que estudam no período matutino, e das 18h às 19h para os do turno vespertino. Os professores interessados em participar também vão fazer o cadastro para ministrarem o conteúdo.

O reforço será dinâmico, interativo e, de maneira inédita, contará com uma modalidade online e com o apoio de recursos tecnológicos. Um jogo virtual está em fase final de desenvolvimento pelos especialistas em tecnologia educativa da Secretaria, o mesmo time que já colocou no ar o Currículo +, plataforma que disponibiliza 2 mil videoaulas, infográficos.

São três tipos de games, para os anos iniciais e finais do Ensino Fundamental, além do Ensino Médio, que auxiliarão os professores no objetivo de recuperar os conteúdos. Também como material de apoio para o reforço, as 5 mil escolas vão receber orientações com sugestões de exercícios elaborados pela Coordenadoria de Gestão da Educação Básica (CGEB), órgão da Secretaria.

“O novo programa da Secretaria é resultante das diversas ações já em andamento que apoiam e valorizam os professores, fortalecem o nosso currículo e materializam a tecnologia como parceira do ensino. Todos os programas têm o objetivo de levar uma educação de ainda mais qualidade para os nossos alunos e auxiliar ainda mais os que estão com qualquer dificuldade”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.