quinta-feira, 17/05/2012
Últimas Notícias

Primeira escola da rede estadual com certificação ambiental é inaugurada em São Paulo

Unidade fica na zona norte da capital e todas as fases do projeto e utilização são ecologicamente corretas O secretário da Educação, Herman Voorwald, e o governador Geraldo Alckmin inauguram, na última quarta-feira (16), a E.E Ilha da Juventude, a primeira escola da rede estadual a ter certidão ambiental. A unidade está localizada em Cohab […]

Unidade fica na zona norte da capital e todas as fases do projeto e utilização são ecologicamente corretas

O secretário da Educação, Herman Voorwald, e o governador Geraldo Alckmin inauguram, na última quarta-feira (16), a E.E Ilha da Juventude, a primeira escola da rede estadual a ter certidão ambiental.

A unidade está localizada em Cohab de Taipas, zona norte da capital, e recebeu a Certificação de Alta Qualidade Ambiental (AQUA) da Fundação Carlos Alberto Vanzolini por ser um projeto arquitetônico ecologicamente correto, desde a concepção até o uso das instalações do prédio.

Para a construção, a Secretária da Educação investiu R$ 3,4 milhões. A unidade possui muitas janelas, possibilitando grande entrada de luz natural e, consequentemente, economia elétrica. Foram instaladas, também, placas de energia solar para o aquecimento da água da cozinha e banheiros e sistemas para a captação e reaproveitamento da chuva, utilizada na limpeza de partes externas do prédio.

Projetado pela Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), o modelo será utilizado como padrão na construção de todas as novas unidades de ensino do estado de São Paulo.

“Esta é a primeira escola da rede estadual com certificação ambiental e a estrutura permite preservar o meio ambiente e economizar água e luz”, comenta o presidente da FDE, José Bernardo Ortiz, que complementa: “o retorno financeiro da obra está prevista para acontecer em até cinco anos”.

A qualificação acontece após análise de uma série de requisitos como a economia de água e energia, disposição adequada de resíduos, baixo impacto ambiental em todas as fases da obra, níveis de conforto e soluções arquitetônicas para a saúde dos alunos. O certificado é concedido ao final de cada etapa do empreendimento e a auditoria é feita pela Fundação Vanzolini e gerida por professores do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

Com 15 salas, sendo 12 de aula, uma de leitura, uma de informática e uma de uso múltiplo, a escola Ilha da Juventude atende cerca de mil estudantes do Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

“Os alunos, com supervisão dos professores, estão desenvolvendo ações sustentáveis que serão aplicadas tanto na escola como na comunidade”, afirma Eliane Duarte da Silva Sabater, diretora da Ilha da Juventude.