terça-feira, 24/02/2015
EJA - Educação de Jovens e Adultos

Educação oferece aulas focadas no trabalho e em horário presencial e flexível para adultos

Em 2014, mais de 250 mil estudantes cursaram o Ensino Fundamental e Médio nestas modalidades

Adultos e jovens paulistas que querem voltar às salas de aulas ainda podem garantir a vaga na rede estadual. A Educação está com as inscrições abertas nas modalidade presencial e flexível do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Ensino Médio, da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O foco das aulas é o mercado de trabalho e um currículo que leva em conta a experiência de vida dos alunos. No ano passado, a Secretaria registrou 251 mil matrículas.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Na modalidade presencial, o estudante frequenta as aulas no período noturno, de segunda à sexta-feira. Já para aqueles que dão preferência a uma carga horária mais flexível, a Secretaria mantém 31 unidades do Centro de Educação para Jovens e Adultos (CEEJA) em funcionamento na capital e interior. No ato da matrícula, efetuada por disciplina, os alunos recebem uma orientação inicial sobre a organização e o funcionamento do curso de presença flexível, bem como o material didático-pedagógico e um roteiro de estudos. Além disso, o aluno poderá comparecer à escola para tirar dúvidas com os professores, participar de encontros presenciais, oficinas e realizar as provas.

Nas duas opções, todos os docentes recebem capacitação especial para atender a faixa etária e propor aulas que dialoguem com a vida profissional e o cotidiano. Outro reforço é a distribuição do material “EJA – Mundo do Trabalho”, elaborado em parceria com Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação. O kit, composto por Caderno do Estudante, Caderno do Professor e um conjunto de DVD, traz conteúdos sobre mercado, a história do trabalho no mundo e Brasil, e até orientações para elaboração de currículos.

Para implementação deste material, foram realizadas orientações técnicas, em parceria com a equipe pedagógica da FUNDAP, sob a coordenação da CGEB/CEJA, com o objetivo de orientar as equipes gestoras e pedagógicas quanto à organização e metodologia do material.

“O diploma da educação básica abre caminho para outras conquistas. Uma pesquisa recente feita com nossos alunos revelou que boa parte almeja uma nova oportunidade de emprego. Outros têm o desejo de prosseguir os estudos em nível superior. Seja qual for o motivo, a Secretaria está de portas abertas para receber esses estudantes”, afirma o secretário da Educação, Herman Voorwald.

Como fazer a matrícula

Para efetuar a matrícula, a pessoa interessada deverá comparecer em uma escola da rede estadual que oferece EJA, munido de documento de identidade com foto e comprovante de residência. É recomendável apresentar também o histórico escolar, no entanto, caso não tenha, a escola deverá realizar uma avaliação diagnóstica e classificatória. A idade mínima para matrícula na EJA de presença obrigatória é 15 anos no Ensino Fundamental – anos finais e 18 anos no Ensino Médio. Nos CEEJA (presença flexível) é necessário ter 18 anos completos, tanto para o Ensino Fundamental – anos finais quanto para o Ensino Médio.

– Consulte aqui as 31 unidades do CEEJA

*Atualizada em 27/02/2015 às 15h34