segunda-feira, 10/03/2014
Imprensa

Educação prorroga prazo de inscrição para concurso de analista de tecnologia

Vagas são para atuar na área de obras ou de tecnologia da informação nas 91 diretorias regionais de ensino e nos órgãos centrais da Secretaria da Educação A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo prorrogou até as 16h do dia 17 de março as inscrições para profissionais interessados em atuar como analista de […]

Vagas são para atuar na área de obras ou de tecnologia da informação nas 91 diretorias regionais de ensino e nos órgãos centrais da Secretaria da Educação

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo prorrogou até as 16h do dia 17 de março as inscrições para profissionais interessados em atuar como analista de tecnologia nas 91 diretorias regionais de ensino e nos órgãos centrais da Pasta. Ao todo são 400 postos, sendo 200 para a área de obras e 200 para a área de tecnologia de informação. As inscrições podem ser feitas no Portal da Educação.

São funções dos analistas de tecnologia o desenvolvimento de atividades especializadas em informatização dos processos administrativos e em infraestrutura. A atuação deles é focada nos núcleos de informática e de edificação, departamento de extrema importância para a execução das obras, por exemplo. O salário inicial é de R$ 2.169 por 40 horas semanais e o profissional precisa ter diploma de graduação de nível superior, incluindo cursos de tecnólogos, na área de Informática, Tecnologia da Informação ou nas áreas de Edificação e Construção Civil.

“Esses profissionais estão capacitados para uma atuação mais específica em assuntos relacionados à informática ou na execução de obras. São de extrema importância, pois, além de darem todo suporte necessário, permitem que os profissionais de pedagogia estejam ainda mais focados nas questões referentes ao aprendizado dos alunos”, afirma o secretário da Educação, Professor Herman Voorwald.

A prova acontece no dia 13 de abril e será composta por 80 questões de múltipla escolha, 40 de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos, além de uma questão dissertativa.