sexta-feira, 18/10/2013
Imprensa

Educação realiza neste sábado (19) super-reunião de pais e mestres nas 5 mil escolas de SP

Secretaria organiza sessão de cinema sobre alimentação saudável e outras atividades culturais

A Secretaria da Educação do Estado organizou um “Dia D” para convocar as famílias a participarem da vida escolar dos 4,3 milhões de alunos da rede.  Neste sábado, dia 19, será realizada uma super-reunião entre pais e mestres em todas as mais de 5 mil escolas estaduais de São Paulo. O projeto batizado de “Um dia na escola do meu filho” visa estimular ainda mais a presença da comunidade na rotina das crianças e dos adolescentes.

Todas as unidades de ensino foram orientadas a realizar atividades para que os pais conheçam a rotina escolar, os ambientes, as salas e os projetos pedagógicos realizados. Alunos e professores, juntos, serão os anfitriões do local em que frequentam diariamente, com a exposição de trabalhos, feiras culturais e outras atividades. Também a partir deste sábado será oferecida uma ‘sessão de cinema’ aberta à comunidade escolar, com o documentário “Muito além do peso”. O filme aborda o tema obesidade infantil e traz uma série de entrevistas para entender o problema. Após a exibição, as unidades escolares foram orientadas a fazer um debate para alertar sobre o consumismo e a comida de má qualidade com os participantes.

 

Para fortalecer as ações preventivas, a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão da Secretaria, organizou videoconferências com os gestores da unidade, apresentou o documentário e orientou sobre dinâmicas que podem ser adotadas com os pais sobre alimentação saudável. A megarreunião também será a oportunidade de os pais discutirem o desempenho dos filhos por meio do boletim escolar, entregue bimestralmente pelas escolas na forma online e impressa. A próxima edição das notas é no dia 22 de outubro.

“Quando a família se apropria da escola o impacto é direto no fortalecimento do ensino. O acompanhamento da aprendizagem e a convivência com os nossos servidores fazem com que as unidades escolares sejam espaços socioculturais fundamentais para a formação integral dos nossos alunos”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Cada instituição teve autonomia para organizar o cronograma de atividades, que além do documentário contempla jogos cooperativos, brincadeiras, gincanas, feiras culturais, espetáculos de dança, coral, teatro entre outros.  Para saber sobre a programação, é só procurar a escola.