quinta-feira, 28/10/2021
Notícia

Educação SP implanta o Plano de Ações Integradas do Estado de São Paulo para parceria com municípios

Novo formato torna a transferência de recursos técnicos, materiais e financeiros mais ágil e desburocratizada; Governador em exercício e Secretário Estadual da Educação assinaram decreto nesta quarta-feira (27)

Nesta quarta-feira (27), o Governador em exercício do estado de São Paulo Carlão Pignatari, junto ao Secretário Estadual da Educação Rossieli Soares, assinou o decreto para implementação do Plano de Ações Integradas do Estado de São Paulo – PAINSP (Lei nº 17.414, de 23 de setembro de 2021).

“O Projeto do PAINSP é de extrema importância para todos nós do Estado de São Paulo. Estamos prontos para ajudar cada vez mais nossos estudantes e guiá-los para um futuro brilhante”, afirma Carlão Pignatari.

Através da inovação jurídica, a Secretaria da Educação do Estado (Seduc-SP) pretende estabelecer um novo formato de parceria com os municípios, para tornar a transferência de recursos técnicos, materiais e financeiros mais ágil e desburocratizada. Dessa forma, pretende-se direcionar os esforços, hoje centrados nas atividades-meio, para os resultados das ações pactuadas.

“O projeto que chamamos de PAINSP, que vai permitir o trâmite de fundos para a educação. Agora o recurso para creches, por exemplo, não virá mais na modalidade de convênio, onde já tivemos alguns problemas e dificuldades, ele vem através de uma legislação muito mais moderna”, explica Rossieli Soares.

Na prática, alteram-se as diretrizes da forma de adesão e formalização da pactuação dos programas de Regime de Colaboração promovidos pela Seduc-SP, de forma a substituir o instrumento Convênio pelo modelo de Termo de Compromisso. Os trâmites para formalização de Termos de Compromisso serão totalmente informatizados, fornecendo transparência e celeridade ao processo.

“Gostaríamos de repassar a todos a felicidade de ter os investimentos que a Educação fez no nosso município, é muito importante para nós e para o futuro das nossas crianças”, declarou o prefeito de São José do Rio Preto Edinho Araújo.

Os municípios que desejarem participar do PAINSP poderão manifestar o interesse e aderir ao Plano através do Sistema Demandas do Programa SP Sem Papel.

Na ocasião o Secretário também anunciou três equipamentos que devem construídos em São José do Rio Preto: Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP) São José do Rio Preto, Escola Estadual Jardim das Oliveiras e a Creche Escola Campo Belo. “Vamos criar um CIEBP aqui em São José do Rio Preto, quando surgir uma criança talentosa da rede, vamos enviar para lá. E o Centro atenderam as crianças da rede estadual e municipal”, afirmou Rossieli.

A adesão será feita por eixos do programa:

I – materiais didáticos, pedagógicos, tecnologias educacionais e educação inclusiva;
II – transporte escolar;
III – alimentação escolar;
IV – formação e valorização de profissionais;
V – infraestrutura física;
VI – equipamentos;
VII – gestão pedagógica, avaliação educacional e estratégia de aprendizagem para alunos com altas habilidades, superdotados e com necessidades especiais.

Cada um dos eixos conterá um conjunto de ações a serem disponibilizadas pela Secretaria, entre as quais os municípios poderão selecionar para compor o seu plano de ação.

O primeiro eixo do PAINSP a ser disponibilizado no sistema para cadastro de ações será o de infraestrutura física, que conterá ações como:

• Ampliação de escolas e creches
• Construção de escolas e creches
• Cobertura de quadras
• Elétrica para climatização de escolas e creches

Ou seja, será o primeiro eixo no qual os Termos de Compromisso poderão ser firmados e recursos repassados pela Seduc aos municípios. É importante ressaltar que as ações poderão ser executadas em escolas estaduais e/ou municipais.