quarta-feira, 26/08/2020
Professores e Funcionários

Educação SP se reúne com Iamspe para discutir inclusão de professores temporários no plano de saúde

Com o benefício, os docentes teriam acesso permanente aos hospitais e rede credenciada ao instituto por todo o estado

Nesta quarta-feira (26/08), o secretário da Educação de São Paulo, Rossieli Soares, iniciou tratativas para que professores temporários (categoria O) que atuam na rede estadual de São Paulo tenham direito a atendimento de saúde no Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe).

Dessa forma, os docentes eventuais ficariam habilitados a utilizar o plano de saúde referente ao Iamspe de forma permanente. “Debatemos muito as possibilidades de como incluir os professores temporários. Esta é uma agenda fundamental, assim como a necessidade de melhorar nossos serviços. Estamos recebendo essa demanda de professores. Teremos outras reuniões nos próximos dias e meses para que a gente continue avançando”, afirma o secretário Rossieli Soares.

Fabiano Marques de Paula, chefe de gabinete do Iamspe, disse que haverá a construção de uma solução conjunta para que os docentes sejam incluídos no plano de saúde.
“O secretário está preocupado com essa inclusão e da nossa parte temos total interesse em ajudar a construir essa solução que garanta a permanência dos professores temporários no sistema de saúde”, explica Fabiano.

A rede IAMSPE está presente em mais de 100 municípios paulistas, incluindo hospitais, postos de atendimento, clínicas e laboratórios credenciados. Na capital, o Iamspe possui o Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), que oferece atendimento de alta complexidade.