quinta-feira, 06/03/2014
Imprensa

Educação transforma clássicos do cinema em aliados do ensino de 1,5 milhão de alunos da rede estadual

Projeto da Secretaria da Educação leva “Os Pássaros”, “Luzes da Cidade” e outros quatro filmes para a sala de aula dos estudantes do Ensino Médio A Secretaria da Educação do Estado inicia a distribuição de um novo acervo cinematográfico para todas as escolas estaduais que oferecem Ensino Médio. Serão entregues 4 mil caixas com seis […]

Projeto da Secretaria da Educação leva “Os Pássaros”, “Luzes da Cidade” e outros quatro filmes para a sala de aula dos estudantes do Ensino Médio

A Secretaria da Educação do Estado inicia a distribuição de um novo acervo cinematográfico para todas as escolas estaduais que oferecem Ensino Médio. Serão entregues 4 mil caixas com seis títulos de diferentes gêneros e estilos para serem usados em sala de aula frequentadas por cerca de 1,5 milhão de alunos.

O nome do projeto que transforma os longas em aliados do aprendizado é “Cinema vai à Escola”. O objetivo da entrega dos filmes, feita por meio da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão da Secretaria, é propiciar aos estudantes e professores o acesso a produções cinematográficas, por meio de temas relacionados ao currículo do Ensino Médio, considerando o interesse e as necessidades do público jovem e adulto.

Neste primeiro semestre, serão entregues seis novos filmes, que vão do clássico ao contemporâneo, sendo: ‘Não por Acaso’; ‘Os Pássaros’; ’12 Homens e uma Sentença’; ‘Oliver Twist’; ‘Quanto mais Quente Melhor’; e ‘Luzes da Cidade’. A seleção foi feita levando em consideração que os títulos facilitam o diálogo dos conteúdos curriculares com os conhecimentos gerais. No segundo semestre, a expectativa é ampliar ainda mais o acervo das escolas.

Cada unidade define quando oferecerá a sessão de cinema, que pode ocorrer ao longo do próximo semestre letivo. Outra novidade é que, neste ano, os educadores têm um vídeo com orientações de como trabalhar os novos filmes em sala de aula, disponível no site da FDE – veja mais aqui.

“As experiências culturais são essenciais para a formação do indivíduo e fazem parte do nosso projeto de ensino e aprendizagem desenvolvido na rede. Além do cinema, outras experiências artísticas, como visitas a museus e espetáculos de teatro também fazem parte da rotina escolar”, afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

Para trabalhar o conteúdo cinematográfico em sala de aula, representantes de todas as diretorias de ensino participam de uma orientação técnica, realizada dois meses antes da entrega das caixas com filmes. Além disso, foram elaborados roteiros específicos para cada título contendo ficha técnica, sinopse, curiosidades e algumas possibilidades de trabalho com a produção cinematográfica.