quinta-feira, 19/07/2012
Imprensa

Educadores participam de capacitação do projeto Padaria Artesanal em Jundiaí

Neste fim de semana, 70 membros do programa Escola da Família receberão treinamento, que será, posteriormente, repassado à população Ação integra iniciativa do Fundo Social da Solidariedade que visa oferecer capacitação profissional e opção de fonte de renda às famílias Setenta educadores universitários, vice-diretores e voluntários do programa Escola da Família participarão sábado e domingo, […]

Neste fim de semana, 70 membros do programa Escola da Família receberão treinamento, que será, posteriormente, repassado à população

Ação integra iniciativa do Fundo Social da Solidariedade que visa oferecer capacitação profissional e opção de fonte de renda às famílias

Setenta educadores universitários, vice-diretores e voluntários do programa Escola da Família participarão sábado e domingo, dias 21 e 22, de capacitações do projeto Padaria Artesanal. Em todo o Estado, até o mês de agosto, 750 pessoas de 30 diretorias regionais de ensino da Secretaria da Educação do Estado devem participar do treinamento, realizado por nutricionistas que atuam no projeto Ações Preventivas na Escola (APE), do Escola da Família. A expectativa é que as orientações sejam multiplicadas a 15 mil frequentadores do programa, cujas atividades são desenvolvidas aos finais de semana.

Na região de Jundiaí, as capacitações serão realizadas sábado, na Escola Estadual José Silva Junior, localizada na rua Sargento Arnaldo Mangile, 100, Jardim Bandeiras, e domingo, na Escola Estadual Professora Alessandra Cristina Rodrigues Pezzato, na avenida Presbitero Manoel Antonio Dias Filho, 1.524, Residencial Jundiaí. O treinamento será das 10h às 16h.

Idealizado pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, o projeto Padaria Artesanal tem como objetivo oferecer capacitação profissional e opção de fonte de renda para os participantes, além de possibilitar a melhoria da qualidade da alimentação. Por meio do programa Escola da Família, a iniciativa instruiu, desde 2006, 106 mil pessoas entre educadores universitários, voluntários e membros das comunidades escolares.

“Esse projeto tem sido valioso para a comunidade. Nele, ensinamos noções para uma alimentação saudável e mostramos às famílias a relação custo-benefício quando o pão é feito em casa. Há famílias que utilizam os conhecimentos adquiridos apenas dentro de casa e há pessoas que transformaram a atividade em fonte de renda. Há, por exemplo um jovem da comunidade que, depois da Padaria Artesanal, começou a cozinhar, trabalhar com isso, foi se especializando e hoje trabalha em um hotel nos Estados Unidos”, conta Damião Silva, monitor educacional do projeto Ações Preventivas na Escola (APE) em Jundiaí, destacou a execução projeto nas comunidades das escolas que são sede do programa Escola da Família.

Segundo o coordenador das capacitações do projeto, Alexandre Batista Casagrande, os membros do Escola da Família que ficarão encarregados de repassar o conteúdo à comunidade aprenderão, além de metodologias e receitas, dicas de higiene, de substituições alimentares e de como fazer da panificação uma fonte de renda.

Materiais

Os 70 agentes multiplicadores da Diretoria Regional de Ensino de Jundiaí vão receber, no treinamento, material didático composto por apostila, caderno extra de receitas, cartaz para divulgação e lista de presença. O mesmo material será disponibilizado virtualmente para que cópias sejam entregues nas aulas a serem ministradas à população.

Posteriormente, quando as capacitações começarem a ser realizadas com a comunidade escolar, os ingredientes para confecção de pães serão adquiridos com recursos que cada unidade de ensino recebe para as atividades do programa Escola da Família ou por meio de outras fontes. “O material para a confecção dos pães tem várias origens. Os que serão capacitados se juntam e levam os ingredientes voluntariamente e há ainda doações de produtos às escolas. As massas são feitas a mão e assadas em fornos artesanais”, conta a coordenadora do programa Escola da Família, professora Maria Helena Berlink Martins.

Das cerca de 2.300 unidades da rede estadual de ensino que são sede, aos finais de semana, do programa Escola da Família, 1.500 já contam com o forno para as atividades do Padaria Artesanal.

Sobre o programa Escola da Família

Desde 2003, o Escola da Família aproxima sociedade e escola promovendo a integração de estudantes, crianças, jovens, adultos e idosos com um trabalho que sociabiliza, diverte e educa. Por meio do programa, as unidades escolares da rede pública de São Paulo são abertas aos sábados e domingos à comunidade local, para realização de atividades voltadas ao esporte, à cultura, à saúde e ao trabalho, os quatro eixos do programa.

As atividades são promovidas com o auxílio de profissionais da Educação, voluntários e educadores universitários e visam a inclusão social, tendo como foco o respeito à pluralidade e uma política de prevenção que concorra para uma qualidade de vida cada vez melhor.