terça-feira, 11/02/2014
Imprensa

Escola com o Novo Modelo de Tempo Integral de SP é cenário da série ganhadora do Emmy Kids Awards

Pedro e Bianca, produzida em parceria com a Secretaria da Educação, recebeu ontem o prêmio internacional A série “Pedro e Bianca”, produzida e exibida pela TV Cultura em parceria com a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, é premiada no Emmy Kids Awards, que teve cerimônia realizada ontem (10) em Nova York. Quem […]

Pedro e Bianca, produzida em parceria com a Secretaria da Educação, recebeu ontem o prêmio internacional

A série “Pedro e Bianca”, produzida e exibida pela TV Cultura em parceria com a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, é premiada no Emmy Kids Awards, que teve cerimônia realizada ontem (10) em Nova York. Quem mais comemora são os alunos da Escola Estadual Alberto Torres, zona oeste da capital, que foi cenário da filmagem e teve seis estudantes do Ensino Médio como figurantes da produção.

Esta escola é uma das 182 que este ano funcionam com o Novo Modelo de Tempo Integral no Estado de São Paulo, onde a jornada diária é de em média 9 horas e além de aulas regulares os alunos também participam de disciplinas eletivas, que incentivam, entre outras áreas, o talento artístico dos alunos.

Na trama ganhadora do Emmy na categoria “série”, com direção geral de Fábio Mendonça e Roberto Moreira e que tem entre seus criadores Cao Hamburger, Pedro e Bianca são irmãos gêmeos, mas possuem uma particularidade incomum: ele é branco; ela é negra. Na escola, onde a história se desenrola, os irmãos são cativados por muitos dos assuntos abordados em aula, que mudam seus olhares sobre as coisas da vida.

Na vida real, os alunos da Alberto Torres, por meio dos projetos desenvolvidos pela Secretaria, são incentivados a discutir temas típicos dos jovens como preconceito, bullying, prevenção ao comportamento de risco entre outros.

A própria série Pedro e Bianca é um projeto Escola 2.0, desenvolvido em parceria da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão da Secretaria, e a TV Cultura e tem como um dos objetivos tratar situações com as quais os jovens se identificam. “A premiação é uma grande conquista. A série retrata bem o cotidiano de adolescentes, o dia a dia nas escolas públicas, com seus jovens urbanos e conectados, além de discutir temas importantes, como a descoberta da sexualidade, drogas, as dificuldades enfrentadas no convívio familiar, status e bullying”, afirma Claudia Rosenberg Aratangy, diretora de Projetos Especiais da FDE.

Na segunda edição do International Emmy Kids Awards, a série “Pedro e Bianca” concorreu com “Beat Girl”, da Irlanda; “Limbo”, da Dinamarca; e “Junior High School Diaries”, do Japão.

O Emmy Internacional é uma premiação realizada anualmente pela Academia Internacional de Artes & Ciências Televisivas, como demonstração de reconhecimento pela excelência em televisão de companhias e indivíduos que criam, produzem e realizam programas de TV fora dos Estados Unidos.