sexta-feira, 11/10/2019
Boas Práticas

Escola da Capital recebe doação de livros e celebra: “ler nos leva a viver melhor”

Patrono da unidade, que também é dono de editora, irá doar mais de 1000 livros

O dia 12 de outubro é recheado de simbolismos. É o dia de Nossa Senhora de Aparecida, o Dia das Crianças – onde os jovens da rede costumam ganhar presentes e mais presentes – e também o Dia Nacional da Leitura. Para uma escola da Zona Sul de São Paulo, o dia terá um pouco de tudo isso: presentes, celebração da criança e muita cultura.

Serão mais de 1.100 livros doados à Escola Estadual José Xavier Cortez. O mais curioso é que a doação vem da Cortez Editora, fundada por….José Xavier Cortez, o patrono da unidade. Aos 82 anos, o editor e livreiro já teve sua história contada em prosas de cordel, em livros, em documentário, em entrevistas e, em 201,  foi homenageado com seu nome na escola localizada na Vila Natal, distrito do Grajaú, zona sul da capital paulista.

“A Escola Estadual José Xavier Cortez muito me orgulha e faz parte das minhas preocupações, já que por ela no dia a dia muitas pessoas circulam, desde seus pequenos alunos, pais, professores e funcionários. A experiência, as pesquisas, os estudos têm demonstrado que um dos requisitos mais importantes para o desenvolvimento de uma criança é que ela perceba que recebe amor, atenção e carinho dos pais, da família, dos colegas.” descreve o editor.

A doação vai de encontro ao trabalho de incentivo à leitura na unidade, com espaços lúdicos, e ações que incentivam os alunos a levarem livros para casa, para uma leitura em família. “Temos um trabalho na Sala de Leitura e várias atividades, com diversas disciplinas, falando sobre a importância de ler e aprender com novos mundos”, pontua a professora Célia Rodrigues.

Conhecer o patrono da unidade e receber um presente tão importante dele vem mudando o cotidiano na unidade. “Quando recebemos a sugestão para que nossa escola recebesse o nome do Sr. Cortez e conhecemos sua história, suas convicções, seu amor pela educação e leitura, descobrimos de imediato serem as mesmas que acreditávamos. Não tivemos nenhuma dúvida em aceitar”, descreve Célia Regina Brock, diretora da escola.

Aos 40 anos de vida e com 300 títulos publicados, a Cortez Editora lançou seus primeiros títulos infantojuvenis em 2014. Para a estudante Jéssica Rodrigues, do novo ano, o doação irá em boa hora. “Ler nos leva a viver melhor, com mais saúde, mais conhecimento. Estamos todos muitos felizes com esse presente”, relata.