segunda-feira, 14/01/2013
Imprensa

Escola da Família recebe inscrições para voluntários

Interessados podem se inscrever em uma das 2.340 escolas participantes do programa O programa Escola da Família, da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, está com inscrições abertas para voluntários que tenham interesse em oferecer atividades para a comunidade. Para participar é necessário ir a uma das 2.340 escolas participantes, preencher a ficha […]

Interessados podem se inscrever em uma das 2.340 escolas participantes do programa

O programa Escola da Família, da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, está com inscrições abertas para voluntários que tenham interesse em oferecer atividades para a comunidade. Para participar é necessário ir a uma das 2.340 escolas participantes, preencher a ficha de cadastro (nome, RG e CPF) e apresentar o projeto que pretende desenvolver aos finais de semana. A inscrição pode ser realizada em qualquer período do ano e a relação de escolas pode ser consultada no Portal da Educação (www.educacao.sp.gov.br).

O voluntário poderá oferecer atividades como cursos e oficinas de artesanato, ensino de línguas, música e esporte, entre outras. As ações serão realizadas de acordo com as habilidades e competências do voluntário e devem sempre atender às necessidades e solicitações da comunidade. Para tanto, as atividades planejadas serão supervisionadas por educadores profissionais do programa em cada escola.

Para Pedro de Campos, engenheiro mecânico e voluntário do programa há dez anos na Escola Estadual Monsenhor João Alves, em Taubaté (140 km de SP), essa foi uma oportunidade de transmitir conhecimento a outras pessoas com interesse nas áreas de engenharia da qualidade, meio ambiente e desenho industrial. “Minha experiência como voluntário no Escola da Família é gratificante. Não se trata apenas de ensinar, mas também de pode aprender muito durante este processo. Além disso, laços de amizade são criados e fico muito satisfeito em saber que, de alguma forma, foi possível contribuir para o crescimento de outras pessoas”, diz.

Os espaços escolares, abertos aos finais de semana, permitem a participação cidadã dos voluntários no desenvolvimento de atividades sociais e intensificam a participação popular na construção e condução do programa, aliando forças entre a sociedade civil e o poder público. “O voluntariado representa o pilar de fortalecimento da política pública, sendo uma expressão da solidariedade”, afirma a professora Ana Maria Stuginski, chefe do Departamento de Parcerias da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE).

Sobre o Escola da Família

Desde 2003, o Escola da Família aproxima sociedade e escola promovendo a integração de crianças, jovens, adultos e idosos com um trabalho que sociabiliza, diverte e educa. Por meio do programa, as unidades escolares da rede pública de São Paulo são abertas aos sábados e domingos à comunidade local, para realização de atividades voltadas ao esporte, à cultura, à saúde e ao trabalho, os quatro eixos do programa.

As atividades são promovidas com o auxílio de profissionais da Educação, voluntários e educadores universitários e visam à inclusão social, tendo como foco o respeito à pluralidade cultural e a uma política de prevenção, concorrendo para uma qualidade de vida cada vez melhor.