segunda-feira, 19/11/2012
SPEC

Escola estadual de Franca ganha prêmio por projeto sobre preconceito racial

Durante todo o ano, os 1400 alunos da Escola Estadual Professor Hélio Palermo, em Franca, pesquisaram e aprenderam com o projeto “Cidadania, Memórias e Tradições Afrodescendentes”, desenvolvido pelos professores de todas as disciplinas. A ação contra o preconceito chamou tanto a atenção, que rendeu para a escola o 6º Prêmio Educar para Igualdade Racial, concedido […]

headers_template_620

Durante todo o ano, os 1400 alunos da Escola Estadual Professor Hélio Palermo, em Franca, pesquisaram e aprenderam com o projeto “Cidadania, Memórias e Tradições Afrodescendentes”, desenvolvido pelos professores de todas as disciplinas. A ação contra o preconceito chamou tanto a atenção, que rendeu para a escola o 6º Prêmio Educar para Igualdade Racial, concedido a apenas oito escolas em todo o país.

Escola da zona leste promove sarau pelo respeito à diversidade sociocultural

Alunos do Ensino Integral já colhem os frutos da jornada ampliada de estudos

A iniciativa da equipe gestora da escola ainda envolveu debates, confecção e exposição em painéis e murais, exibição de filmes e documentários, apresentação de músicas e danças, produção de textos e relatórios.

Todo o projeto teve o apoio da Diretoria Regional de Ensino de Franca, que também desenvolve o trabalho “Identidade, Cultura Negra e Cidadania” em todas as escolas da região, e da Secretaria da Educação, que trabalha o preconceito e a cidadania em toda a rede estadual de ensino por meio de programas como o Sistema de Proteção Escolar.

Sistema de Proteção Escolar é tema da 2ª Conferência Mundial sobre Direito da Educação

Conheça a página da Secretaria da Educação no Facebook

A cerimônia, que acontecerá no dia 11 de dezembro, será realizada pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdade (CEERT) e incluirá um prêmio de R$ 10 mil para a escola, além de livros sobre o tema.