sexta-feira, 13/10/2006
Últimas Notícias

Escola Estadual do litoral cria projeto interdisciplinar para discutir a importância da eleição

Projeto que vai até dia 6 de outubro inclui eleição na escola, pesquisas e até peça teatral “A criança terá direito à liberdade de expressão. Esse direito incluirá a liberdade de procurar, receber e divulgar informações e idéias de todo tipo, independentemente de fronteiras, de forma oral, escrita ou impressa, por meio das artes ou […]

Projeto que vai até dia 6 de outubro inclui eleição na escola, pesquisas e até peça teatral

“A criança terá direito à liberdade de expressão. Esse direito incluirá a liberdade de procurar, receber e divulgar informações e idéias de todo tipo, independentemente de fronteiras, de forma oral, escrita ou impressa, por meio das artes ou por qualquer outro meio escolhido pela criança.”

Foi com base em trechos como o reproduzido acima – da Convenção sobre os Direitos da Criança da Organização das Nações Unidas (ONU) – que a diretora da Escola Estadual Prof. Emídio José Monteiro, em Guarujá, no litoral do Estado, decidiu estimular os estudantes para uma discussão diretamente ligada ao exercício da cidadania: a eleição dos nossos governantes. “O voto é um instrumento de transformação social, onde os eleitos estarão nos representando. Devemos cobrar deles ações que beneficiem toda a sociedade. Nosso projeto visa esclarecer a importância do voto e das eleições deste ano aos nossos alunos e à comunidade escolar, incluindo a equipe gestora, professores, funcionários e pais”, explica a diretora da unidade, Tânia Cristina Pereira de Mello.

Objetivos do projeto

A discussão em torno do assunto Eleições promete percorrer temas fundamentais para o desenvolvimento do cidadão. Entre as principais metas estão: fazer com que cada um perceba que a cidadania é algo que pode ser praticado cotidianamente; mostrar que todos os cidadãos têm direitos iguais perante a Constituição e as demais leis e convenções; exercitar o ato de votar e conhecer a lei eleitoral; exercitar a capacidade de mobilização das crianças; valorizar a escola como um lugar de participação democrática; desenvolver a cidadania e compreender o que ela significa enquanto participação social e política.

E não é só. O projeto também pretende reforçar direitos e obrigações; explicar quais são as características fundamentais das eleições, dar instrumentos para que os alunos possam questionar a realidade; estimulá-los a construir conceitos de democracia e eleição; explicar quais as funções dos deputados (estadual e federal), senadores, prefeitos, vereadores, governadores e do presidente, e também o que significam termos como convenção, comício, assembléia, urna, voto e título de eleitor; e também, envolver pais e a comunidade.

Atividades variadas

Para que o conteúdo do projeto seja compreendido de forma atraente e eficaz, foram programadas diferentes atividades: aulas explicativas e expositivas; pesquisas e explicações sobre o processo de eleição do Brasil; análise das propagandas e programas eleitorais; desenvolvimento de uma simulação de eleição da escola; visitas guiadas à Câmara Municipal, e atividades culturais que reflitam sobre o assunto.

Na prática

Entre as atividades mais aguardadas está a realização de uma espécie de hora do voto na escola, incluindo mesários, o local da votação e a apuração. Além disso, a idéia é organizar uma cerimônia simbólica de posse do presidente eleito. Os alunos terão ainda a chance de assistir a uma seção ordinária da Câmara Municipal de Guarujá para conhecer de perto como é o trabalho dos vereadores. O auxílio da arte também está nos planos da direção da escola: os alunos da Emídio José Pinheiro estarão na platéia de espetáculo teatral que discute justamente a questão da ética na política.

Em harmonia com a Grade Curricular

Dentro da disciplina de Língua Portuguesa, a idéia é aproveitar o tema Eleições para trabalhar questões como leitura e escrita informal; elaboração de discursos; produção de textos sobre os assuntos tratados neste projeto, desenvolvimento de roteiro, e entrevista com artistas da peça MAC & BETH – Eleição e Confusão na Pequeno Rei. Na disciplina de Artes, espaço para realização de atividades como um Jornal Mural com matérias sobre as eleições; confecção do título de eleitor; urnas; cédula eleitoral; e ainda; a discussão sobre a montagem de cenários e criação de figurinos da montagem teatral que assistirão.

Matérias como História e Geografia trarão para a sala de aula temas como O que é Cidadania? História das Eleições, Estudo dos Três Poderes, Quem pode votar? Quem pode ser votado? O que é preciso para votar? e O que acontece se o cidadão não votar? Já a Matemática poderá ser trabalhada a partir de questões como: N úmero de candidatos, de eleitores e de vagas; horários dos programas; datas e horários das eleições; pesquisa sobre as eleições; e ainda, tabulação de pesquisas, tabelas e gráficos.

Mãos à obra

O caráter interdisciplinar do trabalho na Emídio José Pinheiro também se reflete no material que será utilizado pelos alunos: jornais, revistas, livros didáticos, cartolina, cola, tesoura, papéis de desenho e tinta guache. Também serão usados recursos como as salas de vídeo e informática e as cartilhas eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Depois de realizar, hora de avaliar

Além do professor de cada classe avaliar o estudante individualmente e também o grupo, a idéia é que no decorrer de cada ação deste projeto o grupo de alunos se auto-avalie com a ajuda do educador. “O mais importante, neste caso, será avaliar o envolvimento das crianças nas atividades, a capacidade de expressão e o senso crítico de cada um”, completou a diretora da escola, Tânia Cristina Pereira de Mello.

Arte que ensina

A última atividade do Projeto Eleições, da Escola Estadual Emídio José Pinheiro promete unir entretenimento e aprendizado. No próximo dia 16, eles irão ao Teatro Procópio Ferreira, em Guarujá, para o espetáculo infanto-juvenil MAC & BETH – Eleição e Confusão na Pequeno Rei, da Companhia TRILHA de Teatro, às 16 horas. A escolha pela peça está diretamente ligada ao enredo da trama.

Sobre a peça

Inspirado no clássico Macbeth, de William Shakespeare, a peça usa o drama do autor inglês como pano de fundo para contar a história de um grupo de alunos de escola pública às vésperas da eleição à presidência do Grêmio Estudantil. Oportunidade perfeita para discutir valores como ética, honestidade, companheirismo, espírito de cooperação, solidariedade, verdade. A narrativa, no entanto, é conduzida de forma lúdica e bem humorada, intercalando cenas, coreografias e canções, muitas delas conhecidas do grande público.

O assunto é sério, mas a narrativa é conduzida de forma lúdica e bem humorada, intercalando cenas, coreografias e canções, muitas delas conhecidas do grande público. A idéia de adaptar Macbeth, de Shakespeare, veio num momento em que a Cia TRILHA sentiu a necessidade de discutir questões ligadas à formação do ser humano. E mais. Que não é preciso passar por cima de tudo e de todos para se chegar aonde se quer.

Serviço

O espetáculo estará em cartaz neste fim de semana, dias 16 e 17, às 16 horas, no Teatro Procópio Ferreira, em Guarujá. O endereço é Avenida Dom Pedro I s/n, Jardim Tejereba. Ingressos custam R$ 10,00. Estudantes, professores da rede pública e maiores de 65 anos pagam meia entrada. Antecipados saem por R$ 5,00. Escolas interessadas em assistir ao espetáculo podem entrar em contato com a Cia TRILHA de Teatro: Tels.: (11) 9885.2181 / (11) 3262.5380 / (11) 8331.9489 – E-mails: macbeth.ciatrilha@uol.com.br ou ronfernadis@uol.com.br