terça-feira, 24/09/2002
Últimas Notícias

Escolas estaduais são vencedoras do concurso “Sede de Viver 2002”

Três escolas da rede pública estadual ganharam o concurso “Sede de Viver 2002”, promovido pelo Instituto de Educação e Pesquisa Ambiental em parceria com a CUNO Latina. A vencedora foi a escola E.E. Nestor Fogaça, de São Miguel Arcanjo, que trouxe a história do rio Pacinho para a realidade dos alunos. Em segundo e terceiros […]

Três escolas da rede pública estadual ganharam o concurso “Sede de Viver 2002”, promovido pelo Instituto de Educação e Pesquisa Ambiental em parceria com a CUNO Latina. A vencedora foi a escola E.E. Nestor Fogaça, de São Miguel Arcanjo, que trouxe a história do rio Pacinho para a realidade dos alunos. Em segundo e terceiros lugares, respectivamente, a escola E.E. Profa. Maria Aparecida Viana Muniz, de Eldorado, e a E.E. Vereador Sebastião Mônaco, de Marília. O Centro Educacional e Cultural Toque, de Araraquara, recebeu Menção Honrosa.

A premiação aconteceu no dia 21 de setembro, em São Paulo. O Concurso contou com a participação de 51 escolas municipais, estaduais e particulares de ensino fundamental, num total de 27.436 mil alunos e 1.268 professores de várias cidades do interior de São Paulo. Cada uma delas apresentou trabalhos multidisciplinares de conscientização do meio ambiente e a importância da água.

Os trabalhos selecionados serão avaliados neste sábado por uma comissão julgadora formada por especialistas das áreas de comunicação, educação e meio ambiente. Entre os critérios analisados estão: criatividade, abrangência do trabalho na escola e na comunidade e a possibilidade de sua replicação. As escolas vencedoras receberão filtros, exemplares do livro “O Goto”, de Gilberto Gardesani e uma mensagem ecológica sobre a importância da água para todo o Planeta Terra.

Projetos premiados:

Projetão Água “Pacinho pra frente… Pacinho pra trás” – E.E. Nestor Fogaça (São Miguel Arcanjo): Trouxe a história do rio Pacinho para a realidade dos alunos. Durante 2001, foram desenvolvidos trabalhos multidisciplinares cujo tema principal foi a necessidade de preservação do rio.

Projeto ÁguaSede de Viver – E.E. Profa. Maria Aparecida Viana Muniz (Eldorado): Desenvolveu no seu dia-a-dia, nos meses de junho a agosto, um projeto trabalhando de forma interdisciplinar o tema água. Nas aulas de Português, textos foram interpretados; em Matemática, os alunos calcularam o consumo; em Geografia, as aulas trataram de bacias hidrográficas. Participaram do projeto 875 alunos.

Vivendo as Agressões ao Meio Ambiente – E.E. Vereador Sebastião Mônaco (Marília): Em 2001, os professores de Ciências e Português produziram, junto com os alunos, um filme sobre todo o processo da água no município. Os estudantes acompanharam todo o trajeto da água, dos mananciais até as caixas d´água, passando pelas estações de tratamento. Na parte final, os alunos acompanharam a água já utilizada voltando como esgoto para o mesmo rio do começo do acompanhamento. Neste ano, outras disciplinas também entraram para o projeto.