quinta-feira, 11/12/2014
Sociedade

Escolas são convocadas para traçar novas ações de prevenção ao bullying

Foi elaborado questionário colaborativo para ampliar ainda mais as ações preventivas de conflitos

Por meio das 91 diretorias de ensino, a Educação convocou as 5 mil escolas da rede estadual para ajudarem a traçar novas estratégias para assuntos como a prevenção ao bullying, o uso de drogas, a promoção à sexualidade segura e o respeito à diversidade. Os temas já são trabalhados nas unidades de ensino por meio do Programa Prevenção Também se Ensina.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Para aprimorar os projetos, foi elaborado um questionário colaborativo que visa ampliar ainda mais as ações preventivas de conflitos escolares. A enquete é destinada aos professores-coordenadores das diretorias de ensino e tem como objetivo identificar de que maneira as unidades trabalham os assuntos para, posteriormente, criar novas ferramentas de atuação. O questionário ficará disponível até o dia 19 de dezembro.

– Acesse aqui o questionário

Atualmente, todas as escolas já contam com um kit distribuído pela Educação. O material é composto por livros, vídeos e, desde o ano passado, conta com um jogo de RPG chamado “Em Seu Lugar”, que permite aos jogadores assumirem o cotidiano de seis avatares: Beto, Léo, Mariana, Priscila, Rafaela e Tiago. Todos são adolescentes e vivem alguma situação de vulnerabilidade, conflitos familiares ou situações em que seus direitos foram negados. Apenas no ano passado, foram distribuídos 5,6 mil kits.

Prevenção também se ensina nas escolas

Programas de promoção da saúde já fazem parte da rotina da rede estadual de ensino. Com o apoio da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), a Secretaria distribui todos os anos o kit “Prevenção também se ensina”. O material enviado a todas as 5 mil unidades conta com 14 publicações, dois DVDs e quatro CDs, todos voltados para o uso do educador, com sugestões de atividades e temáticas como álcool, tabaco e outras drogas, sexualidade e adolescência, consumo consciente e cyberbullying para alunos de todas as idades.

Para saber mais, acesse a intranet da Educação