quarta-feira, 05/07/2006
Últimas Notícias

Estudante de escola estadual representa o Brasil no 19º Torneio Internacional de Jovens Físicos

Competição em Bratislava, na Eslováquia, será realiza entre os dias 3 e 12 de julho. Aluno de São Carlos é o único vindo do ensino público Após nove meses de muito estudo e dedicação um aluno da Escola Estadual Professor Sebastião de Oliveira Rocha, em São Carlos, no interior do Estado, foi um dos escolhidos […]

Competição em Bratislava, na Eslováquia, será realiza entre os dias 3 e 12 de julho. Aluno de São Carlos é o único vindo do ensino público

Após nove meses de muito estudo e dedicação um aluno da Escola Estadual Professor Sebastião de Oliveira Rocha, em São Carlos, no interior do Estado, foi um dos escolhidos entre os cinco times vencedores do País para ir à Eslováquia concorrer com estudantes de todo o mundo dentro do Torneio Internacional de Jovens Físicos.

A equipe formada por cinco alunos elegeu o estudante Daniel Fernando Pinto, de 17 anos, (no centro da foto, com a medalha na mão) para representar o grupo na Eslováquia. No torneio, alunos de todas as regiões do País concorreram na fase estadual. Após várias etapas foram escolhidas cinco equipes para representar o Brasil no exterior.

Das cinco equipes escolhidas quatro são de escolas particulares e, de acordo com o regulamento da competição, um integrante de cada equipe irá participar da fase internacional. “É a primeira vez, em 27 anos de competição, que uma escola estadual participa do torneio, e o estudante Daniel é o único da equipe que vem de uma escola pública”, comemora o presidente do IYPT-BRASIL, professor Ozimar Pereira.

Outros talentos brasileiros

Felipe Vignon Rios, do Colégio Objetivo, de São Paulo; Luciano Xavier Pereira, do Colégio Galois, de Brasília; Marcos Cardoso Ramos, do Colégio SETA, de São Jose do Rio Preto; e Pedro Lisbão, do Colégio Galois, de Brasília, também foram escolhidos dentre quase 100 times inscritos de vários estados do País na fase nacional do torneio.

Sobre o Torneio

O International Young Physicists´Tournament (IYPT) – Torneio Internacional de Jovens Físicos – busca estimular o interesse dos estudantes pela Física, desenvolvendo o pensamento autônomo e crítico e estimulando o trabalho investigativo e colaborativo. O IYPT foi criado em 1979 por professores do Departamento de Física da Universidade de Moscou, Rússia. O torneio é feito em um país diferente a cada ano, e durante uma semana 17 problemas selecionados por um Comitê Internacional são debatidos pelos times dos diversos países participantes.

“Os problemas do IYPT exigem um profundo conhecimento do processo de criação cientifica. Eles não têm uma resolução definida. São avaliados o raciocínio desenvolvido, a criatividade, o domínio sobre os assuntos envolvidos nele e a capacidade de argumentação dos estudantes nos debates”, afirma o Profº Dr. Pedro Frugoli, Diretor do Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas da UNIP – Universidade Paulista, uma das instituições que apóiam o torneio no Brasil.

Mais sobre a competição

O torneio é aberto a estudantes matriculados desde a 8ª série do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio. Eles devem se organizar em times de três a cinco integrantes. Os times podem ser heterogêneos, e estar matriculados em escolas e em séries diferentes, desde que não excedam o número máximo de cinco integrantes.
Cada time deve escolher um integrante para ser o líder, também chamado de “capitão do time”. O capitão deve ser o integrante mais experiente e com reconhecida liderança junto ao grupo. Ele será o elo de comunicação com a coordenação do torneio e será responsável pelo time.

Terceira participação brasileira

É a terceira vez que o Brasil participa do Torneio Internacional. No primeiro ano ficou em 15º lugar entre os 24 países participantes e uma posição acima do time dos Estados Unidos. Em 2005 passou para a sétima posição, o que mostra o talento do estudante brasileiro para a ciência.

“O IYPT – BRASIL foi criado em 2004 com o objetivo de estimular o interesse da juventude pela ciência e pela tecnologia, desenvolvendo o raciocínio critico e estimulando o debate de idéias. É um poderoso recurso para as escolas e os professores estimularem os estudantes para a Física e para as universidades atraírem talentos para carreiras em Ciência e Tecnologia”, defende Ozimar Pereira.

No Brasil o evento conta com apoio da UNIP – Universidade Paulista, do Instituto de Física de São Carlos (USP), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), além de varias empresas, colégios e colaboradores.

Outras informações sobre o IYPT podem ser obtidas pelo site da organização: http://www.ozzybohmer.com/iyptbrasil