quinta-feira, 06/06/2019
Boas Práticas

Estudantes de Campinas recebem palestra sobre autoconhecimento

Palestra contou com duzentos alunos de escola estadual em Campinas

Conhecer o mundo, o entorno e a si próprio é uma das principais lutas do indivíduo no século XXI. Para contemplar esse assunto com a atenção que ele merece, duzentos e vinte alunos da Escola Estadual Professora Maria Helena Antônio Cardoso, em Campinas, participaram de uma palestra sobre autoconhecimento nesta quinta-feira (06).

O evento celebra uma parceria entre o Centro de Integração da Cidadania de Campinas e o Instituto de Medicina Social e de Criminologia do Estado de São Paulo (IMESC), além da escola, que cedeu o espaço e o tempo de aula para os estudantes.  A iniciativa buscou dar aos estudantes uma base para eles se conhecerem melhor, como exercícios de autoconhecimento e técnicas para entenderem quem são, o que querem e como se enxergam no mundo.

“As ações têm surtido grande efeito e em março deste ano foi criado o Grêmio Estudantil na escola. Um espaço onde os jovens discutem os problemas da escola e apresentam soluções, e também realizam ações de melhoria para o bairro e para a comunidade”, conta a diretora da unidade Regina Spogino. “Isso serve de incentivo para que os jovens sejam multiplicadores e protagonistas de suas histórias de sucesso e realizações”, afirmou.

Além da orientação pessoal, o evento contou também com uma feira de profissões, nas quais os estudantes puderam saber mais sobre algumas áreas de atuação, com folhetos e depoimentos dos profissionais. “Gostei muito de participar, realmente tem coisas que as vezes não pensamos, mas que são fundamentais para que possamos ser mais plenos na vida adulta”, conta Franciele Oliveira, estudante da unidade.

Desde fevereiro o Centro de Integração da Cidadania (CIC) de Campinas realiza ações mensais na escola com o objetivo de levar orientações sobre direitos humanos, cidadania, e serviços disponíveis no município e na região. As principais ações realizadas foram “Empregabilidade e Feira de Profissões”, para jovens de 14 a 21 anos; “Esporte na comunidade”; 1ª Feira de Saúde “Prevenção também se Ensina”; e “1ª Feira Cultural”. Nesses eventos foram contabilizados 1.059 atendimentos.