quinta-feira, 27/06/2019
Notícia

Estudantes de Limeira criam canudos biodegradáveis para projeto escolar

Ação aconteceu em Etec de Limeira

Na última terça-feira (25), a cidade de São Paulo sancionou projeto de lei que prevê a proibição de fornecimento de canudos plásticos em estabelecimentos comerciais da cidade. Pensando no tema, estudantes do curso técnico de Química integrado ao Ensino Médio da Etec Trajano Camargo, em Limeira, começaram um projeto a respeito do tema no segundo semestre do ano passado, visando o TCC que defenderão no final deste ano.

O nome do projeto é Estudo e aplicação de bioplástico em canudos substituindo polímeros sintéticos”. Nele, as estudantes Bianca Zampieri, Gabriela Henriques e Milena Ribeiro têm como intuito produzir canudos biodegradáveis a partir de diferentes resíduos da indústria alimentícia, como soro de leite e casca de batatas.

“Percebemos que a simples proibição não resolve porque existem pessoas incapazes de mastigar e precisam do canudo para fins terapêuticos, como para exercícios de fortalecimento dos músculos responsáveis pela sucção de alimentos”, explicaGabriela Henriques. A irmã de Gabriela é fonoaudióloga e atestou para a importância dos canudos para pacientes com dificuldades na fala ou mastigação.

“Uma alternativa que vem sendo bastante procurada são os canudos de metal. No entanto, analisamos que existem riscos de contaminação por limpeza ineficiente”, completa Gislaine Delbianco, coordenadora do curso.

A ideia das estudantes é produzir um canudo para a apresentação do TCC em novembro deste ano. Futuramente, elas pensam em estender a pesquisa para a produção de pratos e talheres biodegradáveis.