quinta-feira, 11/07/2013
Boas Práticas

Estudantes transformam sala de aula em redação e escrevem para jornal do bairro

Com o projeto "Carta ao Leitor", alunos de Ribeirão Preto foram motivados a ler e criar textos

Lápis e bloco nas mãos. A cada linha escrita, histórias contam um pouco da rotina dos habitantes da Vila Tibério, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Os autores das reportagens são alunos do Ensino Fundamental da E.E. Herminia Gugliano, que deram à sala de aula a dinâmica de uma redação.

A professora de língua portuguesa Jane Helena Della Motta é a editora-chefe, responsável pela seleção e revisão dos textos. Além de matérias, os estudantes também produzem ilustrações. Tudo é publicado no Jornal da Vila Tibério, com circulação local e grande audiência entre os moradores.

O projeto foi idealizado por Jane há um ano, a partir do “Jornal da Sala de Aula”. Para ampliar a ideia inicial, a docente contou com a ajuda do fundador do jornal do bairro, Fernando Braga, para auxiliá-la.

“Toda a classe visitou o jornal, expliquei como funcionava a redação e qual a importância de um veículo de comunicação para a sociedade. Eles ficaram ansiosos para ver o nome deles no papel”, diz o jornalista.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Instigados com a experiência, os alunos passaram a escrever cartas que lotaram a caixa de correspondência do jornal. Os comentários estamparam páginas até ganharem uma coluna fixa assinada pelos estudantes, denominada de “Carta ao Leitor”.

Os benefícios que o projeto trouxe para a turma são percebidos na rotina escolar. “O desenvolvimento dos alunos melhorou muito. Eles estão mais interessados com a produção de textos e disputam a vez quando fazemos leitura em sala”, afirma a professora.