quarta-feira, 22/07/2020
Boas Práticas

Estudantes do Grêmio Estudantil de São Carlos desenvolvem missões para saírem do tédio na pandemia

Cada atividade do projeto está dentro dos quatro eixos do manual da agremiação: esporte, cultura, política e social

Com o distanciamento social e a suspensão das aulas presenciais, o núcleo pedagógico da Diretoria de Ensino de São Carlos criou o projeto “Uma batalha contra o Tédio – O Jogo”, para ajudar os jovens do Grêmio Estudantil a saírem do pensamento ligado à melancolia.

A ideia foi da professora coordenadora Ana Paula Borelli Matsumoto, que, em contato com alguns estudantes, percebeu que eles andavam tristes e entediados por não frequentar a escola neste período e não poder ver os amigos.

“Precisávamos urgente de uma ação com o Grêmio Estudantil para ajudar esses jovens a saírem do tédio. Foi aí que veio a ideia, apoiada pela dirigente, a professora Débora. A partir disso, fizemos um vídeo de “chamado” e enviamos uma circular para as unidades escolares pedindo apoio aos articuladores dos grêmios das escolas. Depois, fizemos as atividades em missões, dentro dos quatro eixos do manual do Grêmio Estudantil (esporte, cultura, política e social)”, ressalta Ana Paula.

A primeira missão foi montar as equipes e dar um nome a ela; a segunda, a criação de um mascote; a terceira era a reprodução viva de obras de arte que, segundo a professora, foi a mais emocionante. A quarta foi sobre o cyberbullying e na quinta, lançada nessa segunda-feira (20/07), eles têm a missão de fazer embaixadinhas.

“A participação é voluntária, mas a cada dia verificamos um aumento no número de escolas participantes. Até os anos iniciais estão se envolvendo. Ao final do jogo, a equipe que concluir todas as missões, receberá um selo de eficiência em participação dentro dos eixos temáticos” comenta Ana Paula.

Todas as missões desenvolvidas estão disponíveis no Facebook do Grêmio Estudantil DER São Carlos.