segunda-feira, 02/02/2015
Boas Práticas

Jovens veteranas e ingressantes compartilham expectativas para a volta às aulas

Alunas que estudarão na mesma escola sonham com ano brilhante para ingressar em universidade pública

O início do ano letivo de 2015 marca os primeiros passos de uma jornada decisiva para os alunos do 3º Ano do Ensino Médio da Escola do Novo Modelo de Tempo Integral Alexandre Von Humboldt, localizada na zona oeste da capital paulista.

Vestibular, Enem e carreira profissional se tornam assuntos cada vez mais presentes nas rodas de conversas nos corredores da escola.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Para apoiá-los nessa fase de tantas escolhas, o papel dos docentes é fundamental. Karla Moura Souza, professora de História e Sociologia, é facilitadora na aula de projeto de vida, onde os alunos planejam os alvos que desejam conquistar em longo prazo. “Ensinamos a identificar pontos fortes e apresentamos os caminhos para obterem as ferramentas necessárias para realizarem seus objetivos”, explica.

Em busca desse apoio a jovem de 16 anos, Nathalia Iglezias, fez sua matrícula na rede. Este será seu primeiro ano no Alexandre Von Humboldt. “Mudei para a rede estadual porque no novo modelo de ensino as escolas são estruturadas e os professores tem comprometimento com a formação dos alunos”

Decidida a fazer este o melhor ano da sua vida escolar, a veterana da rede estadual Beatriz Garcia, 17 anos, não deixou de estudar nem nas férias. Ela escolheu prestar vestibular para medicina, um dos cursos mais disputados. A concorrência não assusta a aluna. “Estou com muitas expectativas para o início das aulas. É o meu último ano e a meta é ser aprovada em uma universidade pública. Tenho segurança de que terei o acompanhamento necessário nessa fase de preparação”, diz.

Ensino Integral

A Educação conta com diversos programas com o objetivo de oferecer ao jovem uma jornada ampliada de estudos. Diversos estudantes são atendidos pelas Escolas de Tempo Integral (ETI) e Novo Modelo de Escola de Tempo Integral. A ampliação de programas que garantam estudo de qualidade por mais tempo como Vence e Centros de Estudo de Línguas é um dos focos do programa Educação – Compromisso de São Paulo, que aposta no modelo para tornar a educação de São Paulo uma das mais avançadas do mundo até 2030.