terça-feira, 29/12/2020
Últimas Notícias

Etec Philadelpho Gouvêa Netto desenvolve aplicativo de solidariedade

Alunos criaram plataformas digitais e ações nas redes sociais para divulgar campanhas e aproximar os doadores de entidades sociais

O clima de solidariedade típico do fim de ano e o aprendizado que a pandemia trouxe motivaram mais pessoas a participarem de campanhas sociais. Como crise sanitária de 2020 colocou muita gente em situação de vulnerabilidade, ajudar o próximo se tornou uma questão urgente.

Atentos a este movimento, os alunos do 3º ano do Ensino Técnico de Informática Integrado ao Médio (Etim) Luan Simão, Lucas de Souza, Nicolas Vargas e Victória Machado, da Escola Técnica Estadual (Etec) Philadelpho Gouvêa Netto, de São José do Rio Preto, desenvolveram o aplicativo e website Donation.do – plataformas digitais para conectar doadores e entidades sociais. O projeto foi o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dos jovens e pode ser conhecido pelo site. O app ainda está em fase de testes e está previsto para ser lançado em janeiro.

Para o professor e orientador de TCC, Bruno Duarte, os alunos perceberam a necessidade de mostrar o trabalho sério e indispensável que as instituições fazem. “Principalmente neste ano crítico que tornou a população carente ainda mais marginalizada”, afirma. “Quanto mais simples e rápidas forem as conexões entre doador e instituição, mais vidas poderão ser ajudadas. As ações solidárias mudam o mundo”.

O app Donation.do funcionará inicialmente pelo sistema operacional Android e poderá ser baixado de forma gratuita. As instituições sociais já podem se cadastrar pelo site e divulgar suas campanhas e postos de coleta para arrecadação de alimentos, produtos de higiene e limpeza, roupas, móveis e dinheiro.

Fazer o bem faz bem

Para o lançamento da ferramenta, os alunos fizeram um plano de comunicação para redes sociais com criação de perfis para o Instagram e Facebook. As páginas contabilizam cerca de 350 seguidores e mais de 110 interações. A campanha digital para divulgação do projeto Donation.do contou com a publicação de posts que reforçam a importância da solidariedade.

Uma das postagens comenta um artigo da Universidade de Lubeck na Alemanha, publicado na revista Nature, sobre o efeito positivo e sensações de bem estar que ações solidárias provocam nos doadores. Segundo o estudo, as doações ativam os mecanismos neurais da área cerebral responsável pela felicidade.

O plano de comunicação do app inclui ainda o canal Donation Te Indica com postagens e dicas de filmes, séries e documentários que exploram os temas abordados durante a semana. Outra estratégia para atrair usuários para o Donation.do foi a criação de um game para pontuar quem faz doações e quem divulga o app com sua rede de amigos. Como recompensa, o usuário pontuado conquista títulos como doador da vizinhança, regional, da cidade e de ferro. “O game é uma forma de estimular uma corrente de generosidade e faz com que os doadores motivem outras pessoas a fazerem o mesmo”, explica o coordenador e professor do curso de Desenvolvimento de Sistemas Humberto Cecconi.

Iniciativas como o app Donation.do são bem-vindas e podem reverter a curva histórica de baixos níveis de doação no Brasil. Segundo o último ranking Global de Solidariedade (2018), da Charities Aid Foundation, o país ocupou a 122ª posição, no total de 146 países.