terça-feira, 15/02/2022
Destaque

FAPESP e Secretaria da Educação investirão R$ 30 milhões em pesquisa em educação básica

A inciativa conjunta financiará estudos científicos com potencial para subsidiar políticas públicas na área e implementar abordagens pedagógicas inovadoras

A FAPESP e a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) lançaram hoje (15/2) o edital do programa PROEDUCA, de apoio a pesquisas em educação básica, com o objetivo de subsidiar o aprimoramento e o desenvolvimento de políticas públicas e de abordagens pedagógicas que visem a melhoria do aprendizado e a redução das desigualdades educacionais. A FAPESP e a Seduc-SP aportarão um total de R$ 30 milhões – R$ 20 milhões da Fundação e R$ 10 milhões da Secretaria – para o financiamento de projetos selecionados no edital.

O PROEDUCA deverá contribuir para a solução de problemas cruciais do ensino público, desde as desigualdades de acesso e de trajetória educacional até as altas taxas de abandono e de evasão escolar, passando pela baixa participação dos sistemas públicos de educação básica na educação técnica e profissional.

“Esta iniciativa será fundamental para termos evidências sobre o que dá certo e o que vale a pena ser replicado de uma escola para outras. É muito importante a comunidade científica gerar pesquisas sobre a riqueza de experiências pedagógicas e de aprendizagem, dialogando com a comunidade escolar. E é absolutamente necessário suprir essa demanda por diagnósticos, avaliações de políticas e outros subsídios”, afirma o Secretário de Educação de São Paulo, Rossieli Soares.

“O projeto traz para o centro do debate no campo da educação a importância da gestão baseada em evidências. Isso significa utilizar os resultados de pesquisas, análises de dados e avaliações para qualificar a tomada de decisão dos gestores públicos, melhorando a formulação e implementação de políticas, programas e projetos com repercussão na sala de aula e na aprendizagem dos estudantes”, diz o presidente da FAPESP, Marco Antonio Zago.

Estão previstos três editais do PROEDUCA entre 2022 e 2024. O primeiro edital, lançado hoje, apoiará projetos de pesquisa com foco em seis eixos estratégicos: processo de ensino e aprendizagem na educação básica pública; formação e desenvolvimento profissional docente; gestão da aprendizagem e avaliação; gestão educacional: escolas e a rede de ensino; equidade, diversidade e redução das desigualdades na educação; e tecnologia, inovação e educação profissional no currículo da educação básica. Os projetos selecionados poderão abarcar uma ou mais das seis linhas prioritárias.

“Eu tenho o privilégio de estar aqui com vocês como Secretária de Desenvolvimento Econômico Ciências e Tecnologia porque eu tive acesso à educação de qualidade. Isso transformou a minha vida e fez com que o meu CEP não ditasse o meu destino, como é o que acontece com a maior parte dos brasileiros e brasileiras infelizmente ainda nos dias de hoje. A única forma de transformar esta realidade é através da educação”, afirma a Secretária Patricia Ellen.

Pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa do Estado de São Paulo, públicas ou privadas, poderão submeter os projetos ao primeiro edital do PROEDUCA até o dia 16 de maio.

A íntegra do edital está disponível em: https://fapesp.br/15317.