quinta-feira, 01/05/2014
EJA - Educação de Jovens e Adultos

Ferramenta virtual para Educação de Jovens e Adultos tira dúvidas de alunos em até 24h

Ferramenta oferece conteúdo exclusivo e atende necessidades de quem está no mercado e estuda

Os alunos do Estado de São Paulo que frequentam a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) contam com um apoio extra aos estudos. Em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, o programa ‘EJA Mundo do Trabalho’ acaba de lançar a ferramenta virtual Professor On-Line. O espaço permite tirar dúvidas sobre cada disciplina. As respostas são enviadas ao estudante em um prazo de até 24 horas.

– Acesse a ferramenta virtual Professor On-Line

Para auxiliar os alunos, uma equipe formada por educadores é responsável pela orientação, sempre de forma individualizada e privada. A página mantém ainda uma ‘Biblioteca Digital’, com as questões mais frequentes e guias de estudo.

– Confira a lista com os municípios que já disponibilizam o serviço

Hoje mais de 60 mil estudantes do ciclo Fundamental II, em 221 municípios conveniados, recebem o material EJA Mundo do Trabalho. Cerca de 50 municípios já disponibilizam o serviço do Professor Online, que em breve será expandido. O programa é indicado para as modalidades presenciais, flexíveis e prisional da Educação de Jovens e Adultos. A principal diferença é que todo conteúdo está interligado às necessidades exigidas pelo mercado de trabalho.

Ao todo são 24 cadernos (12 do Estudante e 12 do Professor) organizados pelas disciplinas Arte, Ciências, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa, Matemática e Trabalho, que ampliam a compreensão do mundo do trabalho e as transformações. Por isso, são estudados temas como emprego formal e informal, terceirização e legislação trabalhista. Os estudantes têm ainda orientações sobre como elaborar currículos para inserção ou requalificação profissional.

O EJA Mundo do Trabalho oferece também recursos multimídias com mais de 150 vídeos e servem de material complementar ao dado em sala de aula.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

“A Educação de jovens e adultos tem a preocupação de incluir em todo plano pedagógico a experiência de vida e o conhecimento acumulados dos alunos. O material focado no trabalho amplia esse processo e dialoga com o cotidiano de um grupo que, muitas vezes já está no mercado, e precisa de suporte para ir além”, afirma o secretário da Educação do Estado de São Paulo, professor Herman Voorwald.

Em 2013, 81,3 mil alunos conquistaram diploma após voltarem para sala de aula ou por não terem tido acesso à escolarização na idade certa ou por terem interrompido os estudos. Em média, foram 9 novos diplomados por hora nos Ensinos Fundamental e Médio de todas as regiões de São Paulo.

*Atualizado em 7/5/2014 às 12:50