sexta-feira, 27/09/2019
Boas Práticas

Festival no Japão irá expor desenhos de estudantes da rede

Concurso de Desenho Toyama teve 91 inscritos de 65 escolas; dez jovens foram selecionados

Dez desenhos feitos por alunos da rede estadual de São Paulo farão parte de uma exposição na Província de Toyama, no Japão. Trata-se dos premiados no Concurso de Desenho Toyama do Festival de Arte e Cultura, que neste ano teve como tema “As Carpas na Cultura Japonesa.”

O concurso acontece desde 2007 e une estudantes de São Paulo com jovens da Província de Liaoning e cidade de Xangai, na China; Província de Gangwon na Coréia do Sul; território de Primorsky na Rússia; e do Estado de Oregon nos EUA. O intuito é divulgar a cultura japonesa e promover o intercâmbio cultural entre jovens do mundo todo.

Desenho da jovem de americana que foi premiado pelo concurso

Uma das vencedores é Isabela Matos da Silva, de oito anos. Estudante do 3º ano do Ensino Fundamental na Escola Estadual Professor Alcindo Soares do Nascimento, em Americana, ela ficou entre os finalistas com o desenho “O Desafio da Carpa”, feito por meio da técnica de aquarela sobre papel. “Após a apresentação da proposta pela professora, na aula de arte, eu pesquisei, assisti vídeos e fiz vários desenhos”, conta a jovem. “Agora quero me dedicar mais aos desenhos e à arte de forma geral”, relata.

Hevelyn do Valle, professora da jovem, reforma o empenho da unidade. “Nossa coordenadora nos informou e nos incentivou a convidar os jovens. Como já estávamos trabalhando a cultura oriental dentro das aulas de Linguagens, achamos interessante que todo mundo participasse”, conta. “O processo também revelou a importância da Carpa na cultura oriental, com seu significado especial de força, bravura, persistência e sucesso”, conta a professora.  

O concurso teve 91 desenhos feitos por 65 escolas diferentes. Os dez selecionados para o prêmio são das regiões de Americana, Capital, São Roque, Bragança Paulista, Jales, São Bernardo do Campo, Sorocaba e Taquaritinga.

Uma comissão especializada selecionou os dez desenhos que farão parte do festival. O evento vai reunir em um mesmo espaço atividades de literatura, artes visuais, dança, música, teatro, ikebana (técnica milenar japonesa para montar arranjo de flores), cerimônia do chá, além de apresentação dos trajes típicos regionais.