quarta-feira, 23/08/2017
Crédito: A2img / Daniel Guimarães
Agenda do secretário

Game educativo permite que alunos do Ensino Médio sejam prefeitos por um dia

"Cidade em Jogo" quer que estudantes decidam quais as melhores soluções para a sua cidade

Imagine que você, aluno, pudesse administrar uma cidade. Qual problema você resolveria primeiro? De que forma apresentaria soluções para melhorar a vida dos seus munícipes? Os alunos do Ensino Médio da rede estadual de ensino poderão responder à estas perguntas ao vivenciar, por meio do game “Cidade em Jogo”, a vida de um administrador público. A iniciativa é fruto do Protocolo de Intenções entre a Secretaria da Educação e a Fundação Brava, firmado nesta terça-feira (22), na sede da Pasta.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

De acordo com o secretário da Educação, José Renato Nalini, a ferramenta tem como objetivo educar os alunos para se tornarem cidadãos mais críticos e engajados no contexto da sua cidade. “Além disso, é muito importante que tenhamos ferramentas novas com a linguagem dessa geração”, disse.

Criado em parceria com o Woodrow Wilson Center (Think-tank norte-americano), o game educacional promove o espírito crítico e protagonismo juvenil de forma simples e divertida, abordando temas de cidadania, gestão pública e democracia. O jogo é online, gratuito e aberto para todos. “Essa ferramenta é um instrumento de aprendizagem envolvendo jovens em uma escola de cidadania”, explicou o diretor do Instituto Brasil do Woodrow Wilson Center, em Washington, Paulo Sotero.

O “Cidade em Jogo” conta com uma série de conteúdos exclusivos e gratuitos para auxiliar o professor de diferentes matérias na aplicação do game em sala de aula. O jogo foi desenvolvido para contribuir na abordagem de diferentes temas seguindo a mesma transversalidade presente na gestão pública. “Estamos muito contentes com essa parceria e esperamos que a ferramenta possa colaborar para a formação dos alunos paulistas”, explicou a gerente executiva da Fundação Brava, Miriam de Oliveira Ascenso.

Alunos são prefeitos por um dia

O game possibilita que os alunos sejam prefeitos por um dia e decidam quais as melhores soluções para a sua cidade e é jogado em quatro etapas:

Ao longo do jogo e em seu resultado final, o(a) prefeito(a) poderá avaliar se as medidas adotadas ao longo do mandato foram coerentes com as prioridades estabelecidas anteriormente. Com as prioridades de governo em vista, o administrador público agora pode conhecer quais são as políticas públicas disponíveis para a cidade: cada política pública está descrita de forma clara, apresentando argumentos pró e contra. A sua gestão será avaliada com base em três indicadores: finanças, infraestrutura e satisfação popular.

Ao final de cada rodada, o prefeito ou prefeita pode analisar os impactos de suas medidas e repensar sua estratégia para a cidade. Ao final do jogo, aluno e seu professor poderão juntos analisar e refletir sobre seus resultados. Depois de conhecer o que pode ser feito, o prefeito começa a tomar as suas decisões.