quinta-feira, 28/03/2019
Cultura é Currículo

Governo de São Paulo apresenta projeto para o Museu do Ipiranga

Projeto captura recursos para as obras, ideia é inaugurar no Bicentenário da Independência, em 2022

O Governadores João Doria recebeu diversos empresários e autoridades nesta terça-feira (26) para para apresentar o projeto de restauração do Novo Museu do Ipiranga. Mais antigo museu público de São Paulo, o Museu do Ipiranga passa por restaurações desde 2013.

“Hoje lançamos as cotas para captação de patrocínio. Três grandes empresas aceitaram e assinaram. A EDP, a Sabesp e o Itaú já somam R$ 36 milhões”, destacou o Governador João Doria, ressaltando que ao término da reunião duas outras empresas já demonstraram interesse. “Estamos otimistas, temos que obter R$ 160 milhões, esse é o nosso objetivo e confio que vamos alcançar”.

A atual gestão do Governo Estadual, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa e a USP estão se mobilizando fortemente para captar recursos e acelerar as obras visando a inauguração do Novo Museu do Ipiranga em 2022, ano do Bicentenário da Independência do Brasil. “O Museu e os jardins do Museu estarão totalmente recuperados para, em setembro de 2022, fazermos uma grande celebração dos 200 anos da Independência do Brasil”, disse o Governador sobre as obras que começam no próximo dia 2 de maio.

 

O processo de restauração e modernização do Museu será único ao recuperar o monumento de 123 anos e uma das maiores referências nacionais em museus. Cerca de 150 grandes empresas estiveram presentes ao encontro e foram convidadas pelo Governador a realizar doações para as obras. Além disso, Doria solicitou ao Presidente Jair Bolsonaro a ampliação do valor que está autorizado, via Lei Rouanet, para a reforma do museu. O valor atual é de R$ 50 milhões e a intenção é conseguir R$ 160 milhões.

Museu do Ipiranga

Criado em 1894, o Museu está localizado no edifício que era conhecido como Monumento do Ypiranga, construído para marcar o local da proclamação da Independência. Suas portas foram abertas ao público em 7 de setembro de 1895. O Museu nasceu como museu enciclopédico e foi incorporado, em 1963, à Universidade de São Paulo. Desde 1989, é um museu especializado em história da cultura material da sociedade brasileira.

O Museu reúne 103.000 objetos e imagens, 700 metros lineares de documentação textual e 120.000 livros e periódicos dos séculos 16 ao 20. Desde a sua abertura ao público, em 1895, 27 milhões de pessoas já visitaram as exposições.