segunda-feira, 09/04/2012
Imprensa

Governo do Estado firma parceria com federações da indústria para oferecer curso de MBA a diretores de escolas estaduais

O termo de cooperação assinado hoje com a Fiesp e a Firjan prevê 3.200 vagas para gestores da rede estadual de ensino em São Paulo e 1.200 para o Estado do Rio em curso de especialização na área de Gestão Empreendedora O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Educação do Estado de São Paulo, […]

O termo de cooperação assinado hoje com a Fiesp e a Firjan prevê 3.200 vagas para gestores da rede estadual de ensino em São Paulo e 1.200 para o Estado do Rio em curso de especialização na área de Gestão Empreendedora

O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Educação do Estado de São Paulo, Herman Voorwald, assinaram hoje (09/04) um termo de cooperação com o Governo do Rio de Janeiro, a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e a Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) para a oferta de curso de especialização “lato sensu” (MBA) na área de Gestão Empreendedora – Educação destinado a gestores das escolas públicas dos Estados de São Paulo e do Rio de Janeiro.

A meta é formar, nos próximos cinco anos, 3.200 educadores de São Paulo e 1.200 do Rio. Os alunos não pagarão nada pelo curso, que visa formar diretores capazes de interagir de forma criativa e inovadora na gestão escolar e no seu papel de líder da escola, tanto no campo pedagógico quanto no administrativo. “É muito importante o apoio e a parceria do setor privado para que o ensino público do país alcance níveis de excelência, um dos principais objetivos do programa Educação – Compromisso de São Paulo”, afirmou o secretário da Educação do Estado de São Paulo, Herman Voorwald.

A parceria faz parte da Proposta para um Brasil + Competitivo dos Sistemas Firjan/Fiesp, com ações conjuntas nas áreas de energia, logística, banda larga e educação. O acordo tem vigência a partir deste mês até dezembro de 2017, podendo ser alterado por meio de termo aditivo.

O curso de especialização será a distância, com atividades em ambiente virtual, e terá encontros presenciais regulares. Cada turma será orientada por um tutor que acompanhará todas as atividades. O cronograma e o conteúdo completo do MBA serão definidos entre a Secretaria da Educação e os parceiros de forma a atender às necessidades da rede estadual de ensino. A Pasta fará o acompanhamento da implementação do curso, que será dividido em módulos. A carga horária será de 360 horas. Estão previstas disciplinas como gestão de pessoas, gestão estratégica, modelos de gestão educacional e políticas públicas na educação.

Oportunamente a Secretaria fará junto às escolas a divulgação dos requisitos e das datas de inscrição para diretores interessados em concorrer às vagas. Caso não sejam preenchidas, unidades escolares que têm mais de um diretor poderão se inscrever.

A Fiesp e a Firjan, por meio do Sesi (Serviço Social da Indústria), se responsabilizarão pelos custos do curso, por selecionar, contratar e remunerar o estabelecimento de ensino superior para execução do programa, fornecer instalações para ocorrência dos encontros presenciais, bem como apoios logísticos e operacionais, material didático, além de disponibilizar o ambiente virtual de aprendizagem. A iniciativa contabiliza investimentos totais de R$ 41,6 milhões, sendo R$ 32 milhões aportados pelos industriais de São Paulo, representados pela Fiesp, e R$ 9,6 milhões pelos industriais do Rio de Janeiro, representados pela Firjan.