quinta-feira, 28/07/2011
Últimas Notícias

História da educação paulistana pode ser revisitada em acervo com mais de 12 mil peças

Entre os itens estão jogos de madeira maciça, utilizados por alunos do jardim da infância no século XIX Com mais de 12 mil itens, o Acervo Caetano de Campos foi criado para preservar a memória desta escola, considerada uma das mais importantes da história da educação paulista. Mantido pelo Centro de Referência em Educação Mario […]

Entre os itens estão jogos de madeira maciça, utilizados por alunos do jardim da infância no século XIX

Com mais de 12 mil itens, o Acervo Caetano de Campos foi criado para preservar a memória desta escola, considerada uma das mais importantes da história da educação paulista. Mantido pelo Centro de Referência em Educação Mario Covas, o acervo está localizado no prédio da rua João Guimarães Rosa, que hoje abriga uma parte da Escola Estadual Caetano de Campos, dividida em duas após deixar o tradicional edifício da Praça da República, em 1978.

Os documentos, fotos e mobiliários mantidos pela iniciativa tornam possível conhecer um pouco do cotidiano dos alunos que passaram pela escola ao longo de seus 165 anos. “Temos aqui alguns documentos que foram preservados, além de livros didáticos, cartilhas, brinquedos pedagógicos, mobiliário e materiais de laboratório”, afirma Yara Gabriel, arquivista do Acervo Caetano de Campos.

O material fotográfico é um dos mais interessantes e narra as mudanças da vida escolar ao longo do tempo. Nas imagens é possível notar, por exemplo, a evolução do uniforme escolar.

Os brinquedos pedagógicos mostram a variação de materiais para a confecção das peças. Um dos itens mais antigos é um jogo de formas geométricas feito de madeira maciça, que data do século XIX. “Esses jogos eram utilizados no jardim da infância e a Escola Caetano de Campos foi pioneira em inserir esses materiais no cotidiano das aulas”, explica.

Saiba mais sobre o Acervo Caetano de Campos e veja outras peças preservadas pela iniciativa no vídeo abaixo.