terça-feira, 09/12/2014
Boas Práticas

Idoso é homenageado por ministrar curso de massoterapia no Escola da Família

Junto com o aposentado, foram reconhecidas outras 90 histórias de voluntários do programa em Mogi

Aos 81 anos, o aposentado Hiroshi Miyaoka segue uma rotina aos finais de semana. Depois de tomar café, ele coloca seu avental branco na bolsa e segue para o ponto de ônibus em seu bairro, no Jardim Ivete, em Mogi das Cruzes. 

Em 20 minutos, ele chega na E.E. Doutor Deodato Wertheimer. Conhecido por todos, ele caminha até sua sala e inicia os atendimentos. Hiroshi é voluntário no programa Escola da Família. Ele ministra aulas de massoterapia e também atende gratuitamente a comunidade. As sessões são oferecidas entre às 9h e 11h, sempre aos domingos.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

O trabalho de voluntário cruzou sua história após o diagnóstico de câncer. A enfermidade gerou em Hiroshi a necessidade de compartilhar seus conhecimentos. “Queria deixar um legado e essa foi a maneira que encontrei: formando pessoas e ajudando a aliviar a dor que sentiam”, explica.

Os quatro anos de serviços à comunidade de Hiroshi foram homenageados no último sábado (6) junto com outros 94 voluntários do programa Escola da Família atuantes em Mogi das Cruzes. Na região, 27 escolas abrem as portas aos finais de semana para a comunidade. A cerimônia foi promovida na E.E. Pedro Malozze e fez parte da programa especial do Dia Internacional do Voluntário, comemorado no dia 5 de dezembro. 

Parceria

A Secretaria da Educação assinou, no mês de junho, um termo de cooperação para aprimorar o serviço voluntário no programa Escola da Família. A parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Social, responsável pelo projeto SP Voluntário, prevê também cursos a distância de gestão para educadores. Atualmente, as 2,3 mil unidades de ensino contam com o trabalho espontâneo de mais de 11 mil pessoas aos fins de semana.