quarta-feira, 18/04/2012
Imprensa

Inscrições para primeiro curso de língua chinesa oferecido pela Secretaria da Educação terminam sexta-feira

Trata-se de um projeto-piloto, desenvolvido em parceria com o Instituto Confúcio na Unesp, que inicialmente vai disponibilizar 160 vagas a alunos de escolas estaduais em São Paulo e São José dos Campos A partir deste ano a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo vai oferecer aos alunos do Ensino Médio curso gratuito de […]

Trata-se de um projeto-piloto, desenvolvido em parceria com o Instituto Confúcio na Unesp, que inicialmente vai disponibilizar 160 vagas a alunos de escolas estaduais em São Paulo e São José dos Campos

A partir deste ano a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo vai oferecer aos alunos do Ensino Médio curso gratuito de língua chinesa. As inscrições para a primeira edição do curso, desenvolvido em parceria com o Instituto Confúcio na Unesp, podem ser feitas até a próxima sexta-feira (20/04). Trata-se de um projeto-piloto que disponibilizará, inicialmente, 160 vagas para estudantes de escolas estaduais localizadas na capital e em São José dos Campos.

As aulas serão ministradas pelo Instituto Confúcio na Unesp, especializado no ensino da língua e da cultura chinesa. O cadastramento de alunos pode ser feito até sexta-feira por meio do link www.institutoconfucio.com.br/see. “Esse projeto-piloto será implantado em São Paulo e em São José dos Campos, onde o Instituto Confúcio na Unesp já possui professores nativos e instalações para receber essa demanda de estudantes”, afirma a professora Irene Miura, assessora de relações internacionais da Secretaria da Educação do Estado.

Segundo Irene, a expectativa é ampliar gradativamente, a partir do segundo semestre deste ano, a oferta de cursos de língua chinesa, que deve passar a compor a partir de 2013 a grade dos Centros de Estudos de Línguas (CELs) da rede estadual. Para ela, o ensino do idioma na rede estadual dará aos alunos da rede melhores condições no mundo do trabalho.

“Dada a importância atual da China na economia mundial e, principalmente, das suas relações econômicas e comerciais com o Brasil, não haverá num futuro próximo nenhum profissional em nenhuma área relevante de atividade que não tenha em algum momento que se relacionar com a China. Para esses profissionais o conhecimento da língua e da cultura chinesa será uma ferramenta essencial para o seu trabalho”, reitera o professor Luís Antonio Paulino, diretor do Instituto Confúcio na Unesp.

Serão nove módulos com 50 horas cada um, com exceção do primeiro, que terá duração de 40 horas. As 100 vagas destinadas a alunos de São Paulo serão divididas em quatro turmas, que terão aulas às segundas e quartas e às terças e quintas-feiras. As outras 60 vagas, disponíveis para estudantes da rede em São José dos Campos, serão divididas em duas turmas, que estudarão às terças e quintas-feiras.

Em São Paulo, o ensino da língua chinesa terá sede no Instituto Confúcio na Unesp, localizado na rua Dom Luiz Lasanha, 400, no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Em São José dos Campos, as aulas serão oferecidas no Centro de Estudos de Línguas (CEL) da Escola Estadual Professor Estevam Ferri, na rua Cantídio Miragaia, 100, no bairro Monte Castelo.

Sobre os CELs

Os Centros de Estudos de Línguas proporcionam ao estudante da rede estadual a oportunidade de aprender gratuitamente um novo idioma, aumentando suas chances de inserção no mercado de trabalho, além de ampliar seu acesso a outras culturas.

Em todo o Estado há 226 CELs em funcionamento. O programa oferece cursos gratuitos de espanhol, italiano, francês, alemão e japonês, voltados a estudantes a partir do 7º ano do Ensino Fundamental, do ensino regular ou Educação de Jovens e Adultos (EJA), e inglês, somente aos estudantes do Ensino Médio.

No total, são atendidos hoje cerca de 70 mil alunos da rede estadual em cursos de espanhol, italiano, francês, alemão, japonês e inglês (inserido na grade dos CELs em 2010). Com exceção do curso de inglês, que tem duração de um ano, divido em dois semestres de 60 horas de aula cada, os demais cursos têm duração de três anos, em módulos de seis semestres, com um total de 480 horas.