sexta-feira, 26/10/2018
Governo do Estado de São Paulo
Agenda do secretário

Investimento em escolas de Marília beneficiará educação do município

Obras de manutenção e modernização contemplarão três unidades de ensino da rede estadual

Com mais de R$309 mil, escolas estaduais de Marília passarão por reformas de melhorias e modernizações. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (26) pelo secretário de Estado da Educação João Cury durante uma solenidade no município.

De acordo com o titular, esses autorizos de obra representam a aproximação da Secretaria da Educação com os municípios paulista. “Não podemos administrar uma rede tão grande como a nossa da sede da Educação. Temos que ouvir e conhecer de perto as demandas da rede”, disse Cury.

Entre as unidades, a E.E. Antonio Augusto Netto, que comporta 649 alunos de Ensino Fundamental (Anos Finais), Médio e EJA, passará por reformas na cobertura, manutenção das instalações elétricas, da cozinha e da sala de informática.

“Hoje é um dia muito importante para toda comunidade escolar. Queremos expressar a nossa esperança de firmar uma parceria para melhorar cada vez mais o nosso trabalho na escola”, comentou a diretora da unidade, Gisele Gelmi.

A E.E. José Alfredo de Almeida também foi contemplada com o anúncio e receberá R$95 mil para realizar recuperação de instalações elétricas, manutenção dos sanitários e da cozinha. Atualmente, a unidade atende 418 estudantes de Ensino Fundamental (Anos Finais) e Médio.

“Em nome de toda escola, gostaria de dizer que ficamos muito gratos ao saber que seríamos contemplados com esta reforma. Temos que agradecer esse olhar atento que a escolas estaduais estão tendo”, ressaltou a diretora Maria Fernanda Ferreira.

Além das duas escolas, a E.E. Professor Antonio de Baptista será outra unidade que passará por melhorias de infraestrutura. Reforma das salas de aula será uma das intervenções que beneficiará 570 alunos da unidade.

“Não se faz políticas públicas sem ouvir e estar próximo da base. O Governo do Estado de São Paulo teve esse cuidado ao se preocupar e atender a voz do povo paulista”, finalizou a dirigente de ensino de Marília, Cilmara Carreiro Piza.