quarta-feira, 15/05/2013
Sociedade

Abertas as inscrições para instituições de ensino técnico que oferecerão cursos do Vence

A partir de hoje (15), as escolas interessadas terão 30 dias para realizar o credenciamento

Começa nesta quarta-feira (15) o período de credenciamento para as instituições de ensino técnico interessadas em oferecer os cursos do Vence, iniciativa que alia o Ensino Médio à educação profissional.

A partir de hoje, as escolas interessadas terão 30 dias para preencher o formulário e entregá-lo, junto aos demais documentos solicitados no edital, à Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), localizada na Avenida São Luiz, nº 99, República, São Paulo. A entrega da documentação pode ser feita de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 17h.

– Confira aqui o edital na íntegra

– Acesse aqui o formulário de inscrição

A expectativa é que as inscrições para as 20 mil novas vagas, que serão criadas com a medida, sejam abertas na segunda quinzena de julho. As aulas para esses estudantes têm início previsto para setembro. Vale lembrar que o programa, implantado no ano passado, já atende 37 mil alunos, em 336 cidades distribuídas pelo Estado de São Paulo.

Educação profissional

O objetivo do Vence é articular o Ensino Médio regular da rede estadual à educação profissional técnica. O programa é oferecido aos alunos das escolas estaduais por meio de duas modalidades, concomitante e integrada.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Na primeira delas, concomitante, o aluno frequenta o Ensino Médio em uma das mais de cinco mil escolas da rede e o ensino técnico em uma das instituições credenciadas, em outro período. Pela segunda modalidade, a integrada, os alunos frequentam o Ensino Médio em um curso regular integrado ao Ensino Técnico nas escolas estaduais. Esses cursos são ministrados em parceria com o Centro Paula Souza e o Instituto Federal de São Paulo.

Os cursos técnicos oferecidos pelo Estado no modo concomitante são distribuídos em 10 eixos tecnológicos estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC) em diferentes setores da economia, como sucroalcooleiro, automação industrial, análise clínica, logística, informática, entre outros.