sexta-feira, 15/06/2018
Ensino Médio

João Cury recebe presidente da UMES para discutir reivindicações e parcerias

A Educação está abrindo um canal permanente de diálogo com as entidades que integram o movimento estudantil

O secretário da Educação João Cury recebeu, na última quarta-feira (13), o presidente da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES), Lucas Chen. A Educação está abrindo um canal permanente de diálogo com as entidades que integram o movimento estudantil, com objetivo de receber suas reinvindicações e construir as políticas públicas ouvindo os estudantes.

Também participaram do encontro o presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), Luís Sobral; o coordenador de Infraestrutura e Serviços Escolares da SEE, Júlio César Ramos e o coordenador de projetos da UMES, Ulisses José Ramos.

Em maio, o governador Márcio França participou do 26º Congresso da UMES e comprometeu-se em criar canais para que a entidade possa discutir suas demandas de forma mais ágil e democrática.  “Estamos fazendo aquilo que o governador nos recomendou, que é abrir as portas para que os alunos se apropriem da secretaria. Aqui também é o lugar deles. Estamos muito felizes em poder garantir esse espaço, abrir esse diálogo para construção de políticas públicas em conjunto com os alunos e seus órgãos de representação”, afirma Cury.

Durante a audiência na sede da secretaria, as discussões se concentraram na necessidade de plano de reformas de escolas, investimentos em laboratórios e tecnologia, parcerias na área cultural envolvendo a FDE e a maneira como o estado de São Paulo vai conduzir as questões que envolvem a reforma do ensino médio.

“Temos o compromisso do governador de avançar com as reformas de escolas nesse próximo período. É uma grande conquista para a entidade e as escolas que há muito tempo sofrem com a falta de estrutura e de investimentos. Também avançamos na discussão de projetos futuros e da reforma do Ensino Médio. O saldo desse encontro foi muito bom. Que eu me lembre, a entidade nunca teve essa discussão com a secretaria. Para nós, a criação desse novo canal de discussão é muito positiva”, ressalta o presidente da UMES.

O secretário João Cury classifica como histórico esse novo momento na relação da Secretaria com o movimento estudantil. “Segundo eles, nunca houve esse tipo de discussão e abertura com a secretaria para discutir os problemas que afetam a vida dos alunos e das escolas. A UMES nos trouxe uma série de reivindicações. Disse a eles que algumas escolas já temos condições de atender rapidamente do ponto de vista da infraestrutura. Desejamos fazer parcerias na área de cultura através da FDE. Quanto a BNCC do Ensino Médio dissemos que temos um grupo de discussão e fazemos questão que a UMES esteja presente, participando com bastante protagonismo”, disse.

Na avaliação de Cury, a UMES tem uma visão progressista e uma pré-disposição para construir soluções em conjunto para os desafios que envolvem os estudantes e a escola pública. “Queremos pessoas assim, com apreço ao diálogo, que trabalhem a construção coletiva e permanente, para darmos uma resposta aos nossos alunos que estão angustiados porque recebem informações muitas vezes que não são reais e se preocupam. O pensamento deles é o seguinte: estão decidindo minha vida e não estou participando. Ainda estamos iniciando a discussão sobre o que a gente quer, mas já sabemos o que a gente não quer. Não queremos nada de cima para baixo, onde os alunos fiquem na periferia das decisões que estão sendo tomadas”, finaliza.