sexta-feira, 09/11/2012
Imprensa

Última semana para inscrição em festival que incentiva a criatividade e a conscientização de alunos de Itapecerica da Serra

Diretoria regional de ensino promove a segunda edição do Festival Animando o Ambiente que possibilita aos alunos a oportunidade de produzir animações A segunda edição do Festival Animando o Ambiente, promovido pela Diretoria Regional de Ensino de Itapecerica da Serra, está com inscrições abertas até o dia 14 de novembro. O projeto tem como objetivo […]

Diretoria regional de ensino promove a segunda edição do Festival Animando o Ambiente que possibilita aos alunos a oportunidade de produzir animações

A segunda edição do Festival Animando o Ambiente, promovido pela Diretoria Regional de Ensino de Itapecerica da Serra, está com inscrições abertas até o dia 14 de novembro. O projeto tem como objetivo incentivar os estudantes a criarem animações de conscientização, explorando a temática meio ambiente, além de estimular pesquisas relacionadas a diversas áreas do conhecimento e de desenvolver socialmente os participantes.

“Animando o Ambiente é uma maneira divertida e consciente de trabalhar e transmitir ideias de preservação da natureza, sustentabilidade, economia energética, coleta de lixo, reciclagem e demais soluções para o planeta. O trabalho é envolvente e aumenta o interesse dos alunos pelo estudo e pela pesquisa, aprimorando o senso crítico”, afirma Wagner Silva, coordenador de arte da diretoria de ensino e idealizador do festival.

Em sua primeira edição, no ano passado, participaram mais de 15 mil alunos, com 320 representantes na fase final. O projeto capacitou 200 professores de arte, ciências e biologia que passaram por formação com conteúdos teóricos e práticos.
Podem participar estudantes das escolas estaduais da região de Itapecerica da Serra que fazem parte do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental (Categoria A), 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental (Categoria B), Ensino Médio (Categoria C) e alunos de salas de recursos.

As animações produzidas devem conter imagens feitas por seus próprios criadores, de forma que nenhuma imagem seja copiada. O tempo dos vídeos é de no mínimo 30 segundos e máximo de 3 minutos. As técnicas que podem ser utilizadas são: “stop motion” (o animador trabalha fotografando quadro a quadro), “pixilation” (método de animação “stop motion” em que atores vivos ou objetos reais são utilizados e captados quadro a quadro), “cut out” (utiliza recortes de papel para compor cenas e personagens) e mista.

Os grupos de produtores devem ser compostos de três a cinco pessoas, e não há limite de vídeos por escola. Os trabalhos deverão ser postados no site YouTube e seu link enviado na ficha de inscrição disponível no site.

O corpo de jurados será composto por especialistas de animação, diretores de cinema, coordenadores de curso de pós-graduação em cinema e fotografia e diretores de arte.

“Foi muito divertido participar do festival, pois ele nos leva a refletir sobre os impactos das nossas ações no meio ambiente, e ter mais responsabilidade”, afirma Rodrigo Santos da Silva, que ficou em primeiro lugar na categoria A no festival do ano passado.

Os participantes receberão certificado de participação e os ganhadores do primeiro a terceiro lugar ganharão medalhas.

“Quero participar do Animando o Ambiente para transmitir às pessoas minha preocupação com o planeta, lembrando que devemos usufruir do meio ambiente com cuidado, pois a poluição e a degradação só nos prejudicam. E com certeza quero ganhar”, diz a estudante Stefanye da Silva Rodrigues.

No dia 30 de novembro ocorrerá o evento de premiação com os cinco primeiros lugares de cada categoria no auditório do Colégio Adventista de Itapecerica da Serra e as animações serão exibidas no site do Animafilmes (www.animafilmes.com.br).