quinta-feira, 02/06/2005
Últimas Notícias

Lu Alckmin e o secretário Gabriel Chalita abrem megaexposição de mantas

As peças estarão a venda a partir de quarta – feira, 8, na Secretaria Uma comunidade mobilizada em torno de um projeto é capaz de produzir resultados excepcionais. Mais de 700 mantas de lã, coloridas e tecidas com arte, foi a resposta das escolas estaduais do interior de São Paulo e suas comunidades ao apelo […]

As peças estarão a venda a partir de quarta – feira, 8, na Secretaria

Uma comunidade mobilizada em torno de um projeto é capaz de produzir resultados excepcionais. Mais de 700 mantas de lã, coloridas e tecidas com arte, foi a resposta das escolas estaduais do interior de São Paulo e suas comunidades ao apelo da Campanha do Agasalho 2005.

Toda essa arte vai “encher os olhos” dos visitantes na megaexposição que será aberta na próxima quarta – feira, dia 8 de junho , a partir das 15 horas no hall de entrada do teatro Fernado Azevedo, na Secretaria de Estado da Educação. O primeiro dia do evento contará com a presença da primeira dama do Estado, Lu Alckmin, e do secretário Gabriel Chalita.

Os trabalhos ficarão expostos para venda no andar térreo do prédio Caetano de Campos até o dia 15. Os preços das mantas variam entre R$ 10 e 50 Reais. O Objetivo é vender as peças para triplicar as doações, que serão posteriormente encaminhadas aos postos do FUSSESP (Fundo Social de Solidariedade) dos municípios e assim, à população carente do Estado de São Paulo.

Professores, alunos, pais de alunos e funcionários das 3,6 mil escolas estaduais do interior do Estado empenharam-se na busca da matéria-prima, receberam de empresas doadoras os fios e puseram-se a criar mantas de tricô, crochê e tear, que podem ser usadas como colchas de cama, de sofá, xales e o que mais a imaginação permitir.

Com resposta de tamanho porte, fica ressaltada a importância do trabalho desenvolvido pelo programa Escola da Família, envolvendo a comunidade escolar e suas famílias. Ao desenvolverem projetos comuns, os grupos fortalecem também o espírito de solidariedade e compaixão, que se traduz, neste caso, em 763 mantas para aquecer a população carente.

A entrada para a exposição é gratuita e o horário de visitação é das 15 às 18 horas nesta quarta-feira, 8, e das 10 às 17 horas, a partir do dia 9 de junho. A Secretaria fica na Praça da República, 53, Centro.

Paola Martins