terça-feira, 03/11/2015
Pais e Alunos

Modelo de escolas de ciclo único é usado em países líderes de educação no mundo

A Educação implantará este novo modelo em 2016 nas escolas da rede

O modelo de escolas com ciclo único já é utilizado em outros países referências em educação e registram excelentes resultados no ensino. Coreia do Sul, Cingapura, Inglaterra e Alemanha são algumas das melhores redes educacionais do mundo. As escolas da rede estadual paulista serão contempladas com essas mudanças já em 2016.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

“No mundo inteiro, onde existe boa educação, as escolas adequam o aluno à sua faixa etária. O governo está sendo completamente atento a essa janela de oportunidade, fazendo uma reforma que já prevalece em todos os países conhecidos pela sua boa educação”, explica Mauro de Salles Aguiar, do Colégio Bandeirantes, localizado em São Paulo, que já adota o método de segmentação por faixa etária. 

A Educação constatou que as escolas de segmento único, modelo a ser intensificado, têm um rendimento até 22%s superior às demais. Além disso, houve também um declínio de 2 milhões de alunos desde 1998.

Na Inglaterra, por exemplo, as escolas são separadas por idade e ciclo, de 5 aos 10 anos, 11 aos 15 e 16 aos 18. E utiliza também o sistema de progressão continuada. Já na Alemanha, a educação é obrigatória em tempo integral para alunos de 6 aos 15 anos. A escola primária, dos 6 aos 10 anos, funciona em estabelecimentos específicos, e os alunos dos 11 aos 15 anos também estudam em unidades exclusivas.

Em Cingapura e Coreia do Sul, a educação também é obrigatória dos 6 aos 15 anos. As escolas primária e a secundaria são separadas. Os alunos de 6 aos 11 e 12 aos 15 anos não frequentam o mesmo espaço.

Página exclusiva para a reorganização

A Educação reuniu em uma página todas as informações sobre a reorganização da rede estadual paulista. No endereço é possível conhecer mais detalhes sobre a proposta que visa ampliar o número de escolas com ciclo único e desta forma melhorar a qualidade de ensino. Vale ressaltar que a lista de escolas que passarão a funcionar com ciclo único só será definida após reuniões entre diretorias e comunidade.

– Clique aqui e acesse a página.

Também está marcado para o dia 14 de novembro um megaencontro nas escolas de todo o Estado. O “Dia E”, como esta sendo chamada a data, será a oportunidade para a comunidade tirar as dúvidas que estão surgindo durante o processo. A expectativa da Educação é que cerca de 1 milhão de estudantes sejam beneficiados diretamente com as mudanças na rede. Saiba mais aqui.