terça-feira, 24/01/2017
Pais e Alunos

No aniversário de SP, confira momentos que marcaram a história cidade

Para comemorar os 463 anos de fundação, conheça fatos que moldaram a construção da cidade

Em 2017, os paulistanos comemoram os 463 anos da Terra da Garoa. Fundada em 1554 por padres Jesuítas, a cidade de São Paulo tem fama mundial por sua grande influência nas atividades relacionadas à cultura, à economia e à política, entre outros setores. Além de ser o município mais populoso de todo o hemisfério Sul, São Paulo é considerada a 14ª cidade mais globalizada do planeta.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Nesse dia de festa, separamos alguns momentos importantes da história que contribuíram para que a cidade de São Paulo se tornasse essa megalópole.

A povoação de São Paulo de Piratininga surgiu quando 12 padres jesuítas construíram um colégio no alto de uma colina, entre os rios Anhangabaú e Tamanduateí, em 25 de janeiro de 1554. Naquele barracão feito de taipa, a finalidade era catequisar índios que viviam na região do planalto de Piratininga. O nome São Paulo foi escolhido porque em 25 de janeiro a Igreja Católica celebra a conversão do apóstolo Paulo de Tarso, conforme relatos bíblicos.

Séculos mais tarde, após o crescimento populacional, demográfico e financeiro da cidade, foi inaugurada a Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em 1827, a mais antiga instituição do gênero no país. Ela surgiu apenas cinco anos após a proclamação da independência do Brasil, com a finalidade de formar administradores públicos e governantes.

Anos depois, em 1890, foi fundada a Bolsa Livre, que viria a se tornar a Bolsa de Valores de São Paulo. A Bolsa Livre não chegou a ir muito longe, encerrando as atividades apenas um ano depois de sua inauguração, como resultado da política do Encilhamento – Bolha econômica que ocorreu no Brasil, entre o final da Monarquia e início da República. Quatro anos depois, em 1895, foi aberta a Bolsa de Fundos Públicos de São Paulo, que deu continuidade à evolução do mercado de capitais brasileiro.

Na mesma época, São Paulo ganhava aquela que seria considerada o coração da cidade, a avenida Paulista, inaugurada em 1891. É considerada um dos principais centros financeiros, assim como também um dos pontos turísticos mais característicos. A avenida revela sua importância não só como polo econômico, mas também como centro de cultura e entretenimento.

São Paulo não parava de crescer e, com isso, precisava de melhor infraestrutura logística. Sendo assim, no início do século XX, em 1901, foi inaugurada a terceira Estação Ferroviária da Luz, uma das mais importantes da cidade até hoje. À epoca, a estação ocupava 7.520 m², e era composta por dois blocos distintos, elevado por uma alta torre de relógio, avistada por diversos pontos da cidade, com padrão arquitetônico adotado nas estações do Brás e de Santos. O projeto da estação é atribuído ao britânico Charles Henry Driver, renomado arquiteto de estações ferroviárias.

Localizada no Bom Retiro, integra a rede de transportes sobre trilhos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), com transferência para a Estação Luz do Metrô, sendo um dos seus mais importantes nós, visto que por ela passam ou estão próximas diferentes linhas de trem e metrô. 

O primeiro arranha céu de São Paulo foi inaugurado em 1929, o Edifício Martinelli. Atualmente, considerado o símbolo arquitetônico mais importante do momento de transição da cidade baixa, a construção foi iniciada em 1924 e inaugurada em 1929 com 12 andares. Os trabalhos continuaram até 1934, quando a obra foi finalizada com 30 andares e 105 metros de altura. Ao terminar, o Martinelli havia ultrapassado o Edifício A Noite, localizado no Rio de Janeiro, até então o mais alto arranha-céu do Brasil e da América Latina, que havia sido inaugurado em 1929.

Mas, uma cidade também é feita de conflitos. E foi em 1932 que São Paulo foi palco de uma das principais batalhas do país, a Revolução Constitucionalista. Também conhecida como Guerra Paulista, foi o movimento armado ocorrido no estado de São Paulo que tinha o objetivo de derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas para que uma Assembleia Nacional Constituinte fosse convocada.

Conhecer a história da cidade onde vivemos nos ajuda a entender o nosso papel neste espaço. Portanto, se você gostou desse breve resumo, a Secretaria da Educação sugere que se aprofunde nas pesquisas pelo tema. Quanto mais você souber, mais interessante São Paulo será para você.