segunda-feira, 12/11/2018
Ensino Fundamental

Na capital, Concurso Wizo de Pintura e Desenho premia melhores trabalhos

Nesta edição, o projeto teve como tema Música e Dança no Brasil e em Israel; Vencedor ganhará uma viagem para Brasília

Nesta segunda-feira (12), o Concurso Wizo de Pintura e Desenho premiou os melhores trabalhos dos alunos da rede estadual de ensino. A cerimônia aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Neste ano, mais de 1,1 mil trabalhos foram recebidos de diversas cidades do Estado de São Paulo. A 30º edição, organizada pela solidariedade de mulheres judias inglesas em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, teve como tema Música e Dança no Brasil e em Israel.

“Só temos a agradecer aos alunos, professores e dirigentes que participaram da iniciativa. O concurso é a oportunidade de mostrar a criatividade através da cultura dos dois países”, disse Célia Viam, Coordenadora de Gestão da Educação Básica, representando o secretário de Estado da Educação.

O Concurso é voltado para alunos do Ensino Fundamental e Médio da rede e tem como objetivo promover um intercâmbio cultural dos participantes por meio de temas como Educação, Cultura, História, Ciências e Tecnologia.

Para a diretora do projeto, Tânia Tarandach, as três décadas do Concurso têm contribuído com o ensino de muitos jovens do Estado de São Paulo. “Assim como acontece em Israel e em outros 50 países onde a Wizo atua através de voluntárias, fazendo da educação um dos pilares de sua atividade”, afirmou.

Tânia ainda conta que desde a primeira edição foram recebidas mais de 25,5 mil obras. “A partir desses números, podemos avaliar o alcance dessa iniciativa que une conhecimento de duas realidades tão diversas, como o Brasil e o Estado de Israel”, completou.

Os trabalhos foram analisados por dois júris: um júri aberto, em que o público votou na sua obra favorita; e um júri oficial, composto por membros da Wizo e da Secretaria da Educação.

O aluno vencedor e o professor orientador do trabalho receberão passagens aéreas de ida e volta para Brasília, incluindo hospedagem, e um aparelho eletrônico. Os 2º e 3º lugares também ganharão aparelho eletrônico. Todos os premiados receberão medalhas e kit de pintura.

Premiação

A vencedora selecionada pelo júri aberto foi a aluna Rafaela de Sales Alves, da Escola Estadual José Trombi, do município de Fartura. Sobre o seu trabalho, a jovem comenta: “No começo foi difícil porque eu não sabia muito bem como era a cultura de Israel. Pesquisei, fui elaborando o conteúdo e achei a cultura muito interessante”.

Já o trabalho vencedor do júri oficial ficou com a aluna de 14 anos, Clara Gonçalves Silva, da Escola Estadual Cordélia Ribeiro Ragozo, de Ribeirão Preto. “Mostrei a cultura de Israel, que eu não conhecia e achei muito interessante. Eu não esperava vencer, pois é a minha primeira vez participando do concurso”, finalizou.

No Brasil, a Wizo apoia obras assistenciais locais, realizando um importante trabalho de intercâmbio entre Brasil e Israel, por meio de seus 11 centros espalhados pelo país.