quinta-feira, 25/10/2018
Ensino Médio

Na capital, Núcleo Luz abre vagas para jovens com experiência em dança

Projeto da Secretaria da Cultura oferece bolsa-auxílio e benefícios para jovens aprimorarem seus conceitos na dança

Núcleo Luz também oferece atividades complementares que ampliam o repertório e a formação dos aprendizes

Jovens que já têm familiaridade com a dança podem aprofundar seus conhecimentos em um projeto da Secretaria de Estado da Cultura. Através do Núcleo Luz, interessados podem se inscrever para participar de um ciclo de aperfeiçoamento destinado a jovens de 17 a 24 anos.

O espaço é o lugar ideal para compartilhar experiências, movimentos e sonhos de maneira gratuita e com uma bolsa-auxílio de R$700. O projeto também oferece auxílio-transporte mensal e alimentação diária aos dançarinos.

Além do conhecimento básico das técnicas de balé clássico e/ou dança contemporânea, o candidato deve morar em São Paulo, ter renda familiar mensal de até um salário mínimo por pessoa e disponibilidade para aulas de segunda a sábado, das 8h às 16h, na Sede do Núcleo Luz, no Bom Retiro.

Vale ressaltar que os candidatos inscritos serão avaliados com base nos requisitos e aqueles que estiverem de acordo serão convocados para o processo seletivo.

As inscrições vão até o dia 5 de novembro, às 12h, e devem ser feitas pelo site do projeto. Os testes práticos acontecem nos dias 3 e 4 de dezembro e a divulgação da lista de aprovados será dia 11 de dezembro. O início das aulas será em 5 de fevereiro de 2019.

Mudando vidas através da dança

Criado pelo Governo do Estado em 2007, o Núcleo Luz, localizado no centro da capital paulista, desenvolve um trabalho de ensino da dança para jovens provenientes de regiões de São Paulo com altos índices de vulnerabilidade juvenil.

O projeto promove iniciação e aperfeiçoamento na linguagem da dança, além de oferecer atividades complementares que ampliam o repertório e a formação dos aprendizes.

“Esse trabalho é feito para ampliar a visão de mundo destes jovens, sua autoestima, autonomia e principalmente uma maior assertividade diante das futuras escolhas em suas vidas profissionais e pessoais”, afirma a diretora da entidade, Chris Belluomini.

O Núcleo, dessa forma, oferece dois ciclos de formação, cada um com um propósito de aperfeiçoamento. O primeiro é voltado para jovens de 14 a 19 anos e funciona como um projeto de experimentação da dança. Já o segundo é mais profissionalizante e espera-se do participante maiores habilidades com a dança.

“Foi magnífico participar do projeto. Tanto as aulas corporais como as aulas teóricas me ajudam até hoje. Ele me preparou para vida, porque eu sempre quis ser artista”, conta Jeniffer Mendes, ex-participante do grupo e, atualmente, professora de dança.