quinta-feira, 29/08/2019
EducaSP

Não deixe a inscrição no Educa SP para a última hora!

Prazo termina amanhã, inscrições são feitas em site

Atenção, estudantes da rede pública: o prazo para inscrições no “Vem pra USP!” termina às 12h de amanhã, sexta-feira (30 de agosto). Faça sua inscrição pelo link:

Faça sua inscrição aqui

O Educa SP é destinado a estudantes oriundos de escolas públicas que queiram ter a oportunidade de vivenciar o funcionamento do processo de ingresso em uma universidade pública, estimulando a vivência na rotina da graduação.

São cinco cursos, todos com 40 horas de duração e duas horas diárias de atividade, sempre nos dias da semana e em contraturno escolar. Os cursos são astrobiologia, robótica, desenvolvimento de aplicativos e jogos, supertecnologias, fotografia e o curso “Quero Engenhar”, que fala sobre os diversos tipos de engenharias na universidade.

Faça sua inscrição aqui

Educa SP terá várias fases

O Educa SP é um dos projetos para modificar a formação no Estado e torná-la mais abrangente, desenvolvendo capacidades que vão além dos conteúdos aprendizados na escola. No projeto, os alunos terão cursos que desenvolvem áreas artísticas e técnicas, colaborando para a formação completa do indivíduo.

“Hoje, o professor é muito mais um tutor e um curador do conhecimento ao invés de apenas alguém que demonstra o conhecimento para os alunos. O século XXI exige que o cidadão tenha diversas capacidades, como interpretar informações, ter resiliência, saber trabalhar em grupo, gerir suas emoções e se comunicar bem”, explica Haroldo Rocha, secretário executivo da educação.

Já o “Vem pra USP!”, que é o módulo do Educa SP dentro da Universidade de São Paulo, acontece pela segunda vez em 2019. E com sucesso. “A contribuição dos colaboradores foi essencial para que atingíssemos elevado número de escolas em 93% das cidades do Estado de São Paulo. Todos trabalhando para aproximar a Universidade das escolas públicas e, ao mesmo tempo, melhorando a autoestima dos alunos, dos professores e dos envolvidos com o ensino na rede pública”, comemora o idealizador do projeto e vice-reitor da Universidade, Antonio Carlos Hernandes.