terça-feira, 06/03/2018
Crédito: A2img / Daniel Guimarães
A Escola Que Queremos

Nesta quarta-feira (7), Pinacoteca recebe alunos e professores para debate sobre violência e assédio

A iniciativa #SmashTheGlass faz parte de “O Mundo que Queremos”, agenda de ações da AEAI para Direitos Humanos

O número de notícias nos jornais diários sobre casos de violência e assédios em espaços públicos tem crescido de forma alarmante. Para debater o tema, o Governo do Canadá no Brasil e a Assessoria Especial para Assuntos Internacionais (AEAI) do governo do Estado de São Paulo promovem a segunda edição do #SmashTheGlass. A iniciativa acontece amanhã (7), das 14h às 18h, na Pinacoteca.

Interessados devem fazer inscrição nesse link. Toda a comunidade escolar e demais interessados são convidados a participar, mas as vagas são limitadas.

Em 2018, o #SmashTheGlass vai discutir a violência e o assédio em espaços públicos e a necessidade de melhorar o atendimento de mulheres vítimas de todo tipo de assédio, assim como estabelecer medidas mais eficazes para combater o abuso sexual. Em dois painéis, o público será convidado a refletir sobre as “Violências diárias” e os “Avanços e desafios na luta contra a violência”.

“O Mundo que Queremos”

O “Smash The Glass” é o primeiro evento da agenda anual “O Mundo que Queremos”, organizada pela AEAI em comemoração à Declaração Universal de Direitos Humanos que completa 70 anos em 10 de dezembro de 2018.  O documento foi assinado em 1948 por unanimidade durante a Assembleia Geral da ONU, em Paris.

“O Mundo que Queremos” dá sequência a uma série de eventos da AEAI que contempla os direitos humanos para ampliar a discussão dos temas. Organizados em parceria com consulados e embaixadas, este ano serão 7 eventos, a maioria realizada em museus do estado paulista.

Programação

Sempre com entrada gratuita, cada ação vai envolver integrantes da sociedade civil, representantes do governo e empresas, comunidade acadêmica e lideranças estrangeiras para o debate de pautas globais e urgentes que tratam os artigos da declaração estabelecidos como direitos fundamentais, mas que ainda são violados pelo mundo afora.

Os encontros de “O Mundo que Queremos” serão realizados sempre próximos a datas comemorativas como 8 de março (Dia Internacional da Mulher), 13 de maio (Abolição da Escravatura no Brasil), 28 de junho (Dia Internacional do Orgulho LGBT), 9 de agosto (Dia Internacional dos Povos Indígenas), 21 de setembro (Dia Internacional da Paz), 10 de outubro (Dia Internacional da Menina).

No dia 10 de dezembro, o último evento vai reunir todos os parceiros e demais convidados para uma grande festa reflexiva em celebração às 7 décadas da assinatura do documento.

Interessados em participar desta agenda anual – consulados, câmaras de comércio, fundações, organizações não governamentais e demais entidades – devem entrar em contato pelo e-mail aeai@sp.gov.br.