quinta-feira, 08/08/2019
Avisos de Pautas

Começa hoje (08) o Programa SP Sem Papel na Educação

Programa limite trâmites de transporte e impressão de papéis, treinamento foi realizado em julho

A partir de hoje, a Educação irá eliminar trâmites de documentos e impressão de papéis, numa atitude pioneira e inovadora, que tem como objetivo desburocratizar e melhorar a gestão em São Paulo.

O sistema digital de gestão processual está no ar, e a partir de agora, todos os documentos seguirão sua tramitação pelo sistema. Os processos já iniciados em papel seguirão sua tramitação via SPDoc até o arquivamento, porém, não será mais possível cadastrar ou autuar novos processos no sistema antigo.

Os documentos também serão padronizados, e as assinaturas serão digitais, como explica André Arruda, Presidente da PRODESP: “Todos os documentos serão padronizados, eliminando o problema que o trâmite de papéis podem ter. Além disso, também diminuiremos custos com o fim da impressão e do transporte de documentos”.

Cada servidor terá uma senha e um login para acessar a “Mesa Virtual”, a interface na qual todos os processos e trâmites serão exibidos. De forma intuitiva, como a maioria dos smartphones, os servidores poderão ter acesso a documentos com apenas um clique. “Queremos que os servidores se sintam confortáveis para usar o sistema e entendam que esse é um passo primordial para a preservação do meio-ambiente”, pontua Haroldo Rocha, secretário executivo da Educação.

Essa é uma iniciativa pioneira, e a Educação logo se candidatou para participar do programa. “É um momento muito importante para nós inovar e trazer nossos processos para o digital. Isso trará muita qualidade para todos os servidores da educação”, comemora o secretário Rossieli Soares, que participou do lançamento do programa em videoconferência ainda em junho.

Também foi realizado um programa de treinamento, com atividades preparatórias para a capacitação dos servidores. “Demos todo o apoio para os servidores nesse mês de julho e, a partir de agora, faremos um acompanhamento dos processos e possíveis dúvidas que possam surgir na prática”, explica Renilda Peres, chefe de gabinete.