quarta-feira, 07/08/2019
Avisos de Pautas

Educação lança projeto de Reforço e Recuperação na rede

Projeto visa reforçar aprendizagens e terá início já neste ano

Estudantes da rede pública terão maior apoio para reforçar a aprendizagem com aulas de reforço de língua portuguesa e matemática. A resolução Reforço e Recuperação foi lançada em evento nesta terça-feira (06), na Secretaria da Educação, com a presença de diversas autoridades e diretores de ensino. 

O projeto é composto por um conjunto de ações que focam na melhoria da aprendizagem. O programa é direcionado para estudantes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e 3ª série do Ensino Médio nas escolas regulares, e para o 1º, 2º, 3º, 5º, 6º e 9º anos do Ensino Fundamental e 1ª e 3ª séries do Ensino Médio nas escolas estratégicas.

“Nós temos uma visão à longo prazo para a Educação, com projetos básicos que nos permitem alcançar as metas estabelecidas. Um dos projetos é a gestão de aprendizagem e dentro dele está a recuperação na aprendizagem dos alunos”, disse o coordenador da Coordenadoria Pedagógica, Caetano Siqueira.

Os reforços acontecerão durante as aulas regulares. Serão quatro aulas por semana, sendo dias de língua portuguesa e duas de matemática, em que o professor regente de turma ou classe poderá contar com o apoio de professor indicado para o Projeto para que todos os alunos avancem em suas aprendizagens. Juntos, eles devem organizar situações diversificadas de aprendizagem para atender os alunos de acordo com suas necessidades e trabalhar de forma colaborativa. 

Assim, os estudantes terão melhores oportunidades para aprender. “Queremos que a aprendizagem seja uniforme nesse período da recuperação. Por isso, os professores terão a missão de pensar em soluções criativas que ataquem os principais conteúdos que não foram aprendidos, mas sempre olhando para a necessidade do grupo”, pontua o secretário executivo Haroldo Rocha. 

O projeto é mais uma iniciativa, alinhada ao planejamento estratégico da Secretaria, que visa oferecer aos estudantes aprendizagem de excelência e a conclusão de todas as etapas da Educação Básica na idade certa. “Trabalhos sempre visando a aprendizagem completa. Dentro disso, a avaliação e o reforço do que não foi aprendido é uma importante etapa para a continuação desse fluxo”, cita Bruna Waitman, da educação integral na COPED.

Com a introdução do novo projeto, aprendizagens essenciais para que os alunos prossigam seus estudos serão fortalecidas. “O projeto foi elaborado lembrando de coisas fantásticas que já acontecem na rede. Queremos valorizar os professores que já atuam em projetos de recuperação ao fim do semestre e aproveitar as boas ideias e espalhá-las para toda a rede. É nosso dever liderar os índices de educação assim como lideramos os de economia”, disse o Secretário de Educação, Rossieli Soares.

Processo de atribuição

Para participar do projeto é preciso que o professor passe por um processo de atribuição de aulas. Esse plano deve ser enviado  pela equipe gestora das escolas ao supervisor responsável, o qual deve validá-lo até o dia 23 de agosto. Uma vez validado, a escola tem até o dia 16 de setembro para fazer o processo de atribuição de aulas e até o dia 13 de dezembro para finalizar o projeto.