quinta-feira, 31/10/2013
Pais e Alunos

Parceria inédita no País com a Microsoft levará pacote de tecnologia aos alunos

Convênio estabelece oferta gratuita de 5 licenças do pacote Office para todos os alunos paulistas

A Educação anuncia, nesta quinta-feira (31), uma parceria inédita no País com uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, a Microsoft. O termo de cooperação com a gigante da tecnologia prevê a oferta de licença para programas Office 365 para todos os 4,3 milhões de alunos da rede estadual de ensino paulista.

A nova parceria com a Microsoft, além de propiciar novos conteúdos digitais para estudantes que são de importância fundamental para o mercado de trabalho, também amplia o alcance dos recursos para além das escolas. Isso porque o convênio estabelece a oferta gratuita de 5 licenças do pacote Office (com programas como Word, Windows e Power Point) para cada um dos estudantes paulistas.

Com a oferta de cinco dispositivos para cada aluno, o objetivo é que eles possam instalar os programas licenciados nos computadores de suas residências ou outros locais da comunidade escolar, aprimorando a realização de trabalhos e projetos voltados ao ensino.

Anúncio

O anúncio foi feito pelo secretário da Educação, professor Herman Voorwald, e o presidente da Microsoft Brasil, Mariano de Beer durante a Bett Latin America Leadership Summit, evento mundial de tecnologia na educação.

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

A Educação não terá nenhum custo e a ação é articulada aos projetos tecnológicos já consolidados, como o Acessa Escola – programa pioneiro de inclusão digital e de acesso livre à internet nas unidades escolares de todo Estado – e a Escola Virtual do Estado de São Paulo (Evesp), que oferece plataformas digitais com cursos interativos de idioma e preparatórios ao vestibular, por exemplo.

“Nosso compromisso é atuar permanentemente para que os nossos alunos se apropriem dos recursos tecnológicos, fundamentais para a formação. A parceria anunciada hoje complementa as ações da Secretaria focadas em disponibilizar ferramentas digitais atreladas ao currículo”, afirma o secretário da educação, professor Herman Voorwald.