terça-feira, 28/10/2014
Professores e Funcionários

Secretário da Educação convoca alunos e professores para o Saresp 2014

Avaliação que fará diagnóstico da educação básica no Estado de São Paulo será aplicada em novembro

Entre os dias 11 e 12 de novembro, mais de 1,3 milhões de alunos do 2º, 3º, 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual farão as provas da Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo 2014 (Saresp).

Siga a Secretaria da Educação no Twitter e no Facebook

Nesta edição, serão avaliados os conhecimentos em Língua Portuguesa, Matemática e Ciências da Natureza (Ciências, Biologia, Física e Química) além de redação. Os resultados são utilizados para orientar as ações da Secretaria da Educação e também integram o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp).

“O Saresp é uma ferramenta pedagógica importante para que a Secretaria da Educação possa entender a eficiência dos projetos pedagógicos em andamento e, a partir disso, detectar as deficiências de aprendizagem dos estudantes para buscar soluções que melhorem a qualidade do aprendizado”, afirma o Secretário da Educação, Herman Voorwald.

O que é o Saresp?

O Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo é aplicado, desde 1996, com a finalidade de produzir um diagnóstico da escolaridade básica paulista. Neste ano, mais 800 mil estudantes das redes particulares, SESI e Centro Paula Souza também participam da prova, totalizando 2,1 milhões de inscritos.

No ano passado, o Saresp foi ampliado também para os alunos do 2º ano do Ensino Fundamental, graças à nova meta de alfabetização aos 7 anos, um ano a menos que o estipulado pelo Brasil, que define a idade certa a partir dos 8 anos.

“É importante que os estudantes entendam que esta avaliação servirá para que a Secretaria analise todas as ações que acontecem nas escolas e que envolvem o relacionamento do aluno. A partir desse entendimento, a Secretária verá se é necessário criar outros programas de aprendizado”, revela o Secretário.